rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

domingo, dezembro 12, 2010

Uma vergonha! A fome alastra em Portugal!




É uma vergonha, há fome em Portugal!
Sim, senhor presidente, fome de justiça social!
Fome de seriedade nos lugares de responsabilidade! Fome de lisura de processos na justiça! Fome de isenção e rigor nas empreitadas e nas adjudicações feitas por governantes e autarcas!
Fome de acção face à abundância de recriminações do Tribunal de Contas!
Em campanha eleitoral foi uma fartura de promessas: iria promover a vinda de investimento estrangeiro, iria fomentar o desenvolvimento, a criação de postos de trabalho, iria incrementar a prosperidade nacional colocando Portugal nos primeiros lugares da Europa!
Foi uma fartura de promessas, sim, que sabia antecipadamente não poder cumprir, pois nem sequer era sua incumbência fazê-lo, não estava dentro das suas atribuições! Mas fartou-se de semear ilusões, de pavonear capacidades, de exibir predicados!
Agora que vemos?!
A economia debilitada, anémica, depauperada por autênticos sanguessugas que agindo como intermediários capturavam empresários para lhes encherem as algibeiras a troco de obterem influências dos decisores políticos, defraudando o erário público (e empresas do sector financeiro:
BPN, BPP...e outros smilares), engendrando negócios que redundaram em prejuízos enormes para a colectividade, mas saciaram , a contrario sensu, a sua gula pelo vil metal! O País afundou-se, mas eles são donos de colossais fortunas em off-shores...
Uma fartura de gente, gentalha que o senhor bem conhecia, e até se dava ao luxo de defender publicamente de forma obstinada, e punha as mãos no fogo jurando não terem sombra de pecado, serem ultra-credíveis, fez o que fez e pouco dano sofreu! Continua intocável!
Depois, a fartura de elogios deu no que deu! Eles encheram a pança e o país vive na maior miséria, no limiar da pobreza, na exclusão social...
Eles encheram-se à grande e à francesa e as instituições em que meteram a mão arruinaram-se, deram azo a intervenções estatais que custam os olhos da cara a todos os portugueses!
Aquele conselheiro de Estado que defendeu com unhas e dentes, que vinha constantemente à branqueadora TV jurar a pés juntos que era uma vestal imaculada incapaz de qualquer acto menos limpo, um menino de coro de alto gabarito, lá meteu o rabinho entre as pernas e deu- às -de- vila- Diogo, como soe dizer-se...
Fome? Estamos fartos de ilusionistas que abocanham reformas chorudas à mesa do orçamento, e vêm, com ar de carpideira vertendo hipócritas lágrimas de crocodilo, armar-se em vítimas! Veja-se o que se passa na Suíça, neste domínio, é paradigmático e Portugal deveria seguir o exemplo quanto antes: limite máximo de 1.700 euros e não acumulações! Cairia o Carmo e a Trindade, se fosse cá!!!
Não investi fortunas no BPN nem fui avisado para retirar os capitais na hora H!!!
Não fui usufrutuário do regabofe, não usei os conhecimentos para fazer inside-trading e escapar ao naufrágio colectivo.
O país não saboreou o ominoso ágape! Não, não compactuou com o assalto!
Haja ao menos um resquício de vergonha na cara! De pudor, de contrição pública!
Há fome em Portugal. Mas há uma fartura de ilusionistas do verbo que se alçapremaram aos supremos lugares da hirarquia do Estado e se banquetearam fartamente ...Esses, são os veros responsáveis da fome colectiva!
O País está farto de Frei Tomás! e há tantos por aí fora!!!

15 Comments:

Blogger Rosa dos Ventos said...

E ele não tem vergonha de acumular três aposentações com o vencimento de PR?!
Tens razão, este país tem fome de muita coisa e tem muita gente sem vergonha!

8:17 AM  
Blogger Mar Arável said...

Um país de todas as fomes

que deve resistir contra a indiferença

9:31 AM  
Blogger dimasmaio said...

Verdade verdadeira, dita num só fôlego.
Muito bem !

11:16 AM  
Blogger Cynthia Lopes said...

Que interessante, parece que o mundo vive momentos muito semelhantes. Texto muito bom, parabéns!

2:47 PM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Rosa:
Há tanto Frei Tomás por aí!...

10:19 PM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Mar Arável:

Resistir, resistir...

10:19 PM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

dimasmaio:

Os vampiros do Zeca Afonso continuam, mais fortes, mais sedentos, mais lustrosos, mais mediáticos...

10:20 PM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Chintia Lopes.

É a globalização da roubalheira...
Vampiros unidos (e bem capitaneados...) jamais serão vencidos...
Até um dia em que todos abram os olhos a sério e destruam o narcótico mediático que a todos vai inoculando o seu veneno...

10:22 PM  
Blogger Pena said...

Prezado Amigo de Excelência:
"...Em campanha eleitoral foi uma fartura de promessas: iria promover a vinda de investimento estrangeiro, iria fomentar o desenvolvimento, a criação de postos de trabalho, iria incrementar a prosperidade nacional colocando Portugal nos primeiros lugares da Europa!
Foi uma fartura de promessas, sim, que sabia antecipadamente não poder cumprir, pois nem sequer era sua incumbência fazê-lo, não estava dentro das suas atribuições!..."

Estou plenamente de acordo.
Possui uma fabulosa noção de justiça e solidariedade extraordinárias.
É caso para dizer: Estamos feitos ao bife em todos os aspectos da nossa vida pessoal, social e humana.
Excelente Post assinado por si com sensatez, sobriedade e bom senso.
Abraço amigo de respeito.
MUITO OBRIGADO pela simpatia no meu blogue que sempre me maravilha.
Com admiração constante pelo que faz de imensa pertinência por um povo indefeso em quem acredito plenamente.

pena

Excelente análise de revolta política e social.
Mesmo Perfeita, direi.

10:44 AM  
Blogger Táxi Pluvioso said...

Aquelas declarações de Cavaco foram feitas antes do almoço. boa semana

11:55 PM  
Blogger O Puma said...

Nesse cavalheiro não se deve acreditar nem nas impressões digitais
mas disse uma verdade
há fome e Portugal
só não disse das suas responsabilidades no descabro do país
Um artista.

8:00 AM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Caro Pena:

Qualquer dia corro o risco de apanhar uma indigestão... de elogios...mas estou couraçado, felizmente. Um abraço :))

10:55 AM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Taxi:

Sim, sim, a gente sabe...todos tinham fome...coitados...

10:56 AM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

O Puma:

Às vezes diz algumas verdades, não devemos ser fundamentalistas.
E até devolveu as sobras (todas?) da última campanha eleitoral. A banca (por que motivo seria?) aposteu nele forte e feio. Ele nunca a desiludiu!!!

10:58 AM  
Blogger Susete Evaristo said...

Desculpe mas este é um daqueles artigos do qual que se deve dar o máximo conhecimento. Vou levar para o faceboock espero que não se zamgue comigo.
Obrigada

2:38 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home