quarta-feira, dezembro 29, 2010

Alegre, um desafio desigual...


Alegre e Cavaco um desafio desequilibrado. O poeta ao conseguir obter o apoio de dois partidos( um o do poder, o outro, um dos da oposição...) deixou de poder ser livre. Deixou de poder ser poeta, na mensagem. Deixou-se algemar pelo politicamente correcto, pela conciliação dos contrarios, pela ambiguidade. Vai perder ingloriamente. É pena. Podia ter optado por outra via. Podia e devia continuar a ser Poeta.
Entrando no seu espírito, como quem entra num edifício, direi que é este o seu poema:
Minha vida é um dilema
Quero ser oposição
Mas... liguei-me à situação
Na alma tenho ... uma algema!
De coração repartido
Tenho disso consciência
Já sofro de ambivalência
De angústia tenho sofrido...
Censurar o poder, não!
Pois estou comprometido...
Sinto-me tão constrangido
Sem razão, nem coração...
Do povo ser porta-voz
Queria ser em plenitude
Sobrepõe-se outra atitude:
Louvar o poder-algoz!
Já não posso conviver
Com esta duplicidade
Já não tenho liberdade
Poeta não posso ser!
Nota: Manuel Alegre poderá ir a uma segunda volta e até ganhar. Contudo, por coerência com os meus princípios, votarei em Fernando Nobre. Pode perder, mas é livre, cidadão sem compromissos, sem amarras aos poderes instalados. A vera cidadania...

10 comentários:

Nilson Barcelli disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nilson Barcelli disse...

Mesmo que o Manuel Alegre fosse livre para dizer o que lhe vai na alma, não deveria surtir muito efeito.
A maior surpresa, pela positiva, parece-me ser o Defensor Moura. Incomodou o Cavaco... um dos grandes construtores desta bancarrota...
Caro amigo, desejo-te um 2011 cheio só de coisas muito boas.
Abraço.

rouxinol de Bernardim disse...

Nilsson Barceli.

Não deixa de ter razão. Aquilo do BPN é muito grave. Há tratamentos de favor que cheiram a «inside-trading»... o que pode ser crime...

Secreta disse...

Qualquer um tem um "não sei quê" que se lhe aponte...
Beijito.

Secreta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
poetaeusou . . . disse...

*
Amigo
,
que as vagas de 2011,
vos(te) traga um mar de saúde e
marés de coisas boas (se possível)
,
abraçada amizade,
,
*

Pedrasnuas disse...

MANUEL ALEGRE DEVIA CONTINUAR A SER O POETA...GOSTAVA MUITO MAIS DELE...A POLÍTICA CORROMPE OS HOMENS...NÃO ACREDITO EM POLÍTICOS SÉRIOS...
FERNANDO NOBRE PODIA SER ...MAS NAS ACTUAIS CIRCUNSTÂNCIAS DO PAÍS ...NÃO CHEGA LÁ...

UM ANO MUITO FELIZ

ciganinha, uma alma sonhadora disse...

ola meu caro amigo
vim visita-lo e deixar um enorme abraço e muito carinho
desejando um feliz ano novo
bjuus no caraçao

"quicas" (joaquim do carmo) disse...

Caro amigo.
Agradeço sua visita e os votos que me deixou e que retribuo com amizade.
Feliz Ano Novo!
Abraço

Desnuda disse...

Bernardim,

sempre excelentes as suas postagens.

Amigo Um Novo Ano Feliz sob todos os aspectos pra voce e os seus.

Beijos com carinho.