rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

domingo, março 28, 2010

Mar português


A Torre de Belém e as ninfas do Tejo sempre foram parte inalienável do imaginário nacional.
Também o Adamastor o foi e ainda é....
MAR PORTUGUÊS
O mar é uma paixão tão fascinante
Uma matriz, um berço cultural;
Simbiose de amor, paixão carnal,
E platónico impulso inebriante!

O mar é nossa herança, nosso império,

Onde se aglutinam sentimentos:

Amor, ódio, prazer e sofrimentos,

Em nós deixou a marca do mistério.

Nessas naus quinhentistas, com coragem,

Fomos dando ao saber nova roupagem;

Desvendámos ignotos universos.

E se o mar devorou nessa voragem

Alguns heróis, em mares tão dispersos,

Deixou viver Camões: a Pátria ... em versos!

2 Comments:

Blogger Pérola said...

Menino!!!Que mar é esse?
Maravilhoso o seu poema.
Parabéns.
beijokas e uma linda noite.

2:20 PM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Pérola:

O mare nostrum, tão simplesmente!
A nereide é filha de Neptuno!

11:30 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home