rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

sábado, setembro 22, 2007

SONETO AOS CRÁPULAS

Benito Mussolini foi o protótipo de um prepotente, ditador, desprezando a lei e subornando a Justiça (tal como Hitler) de forma despudorada e desprezível

Mas não esteve só. Ele foi o expoente de um grupo de crápulas que usando a Justiça em proveito próprio, sem escrúpulos, fizeram de um regime aceitável, uma monstruosidade jurídico-política.
Que os candidatos a "Mussolini" se cuidem, a forca pode ser o seu fim...
Os bons às vezes sofrem nesta vida
Tormentos, provações, perigos vários;
Mais parece que Deus só dá guarida
Aos patifes, ladrões e salafrários.
Inversão de valores está na moda,
Bem e Mal se confundem amiúde;
Sem lei anda a Fortuna e sua roda,
Sem rumo certo: o vício e a virtude...
No País, no concerto das nações,
Vemos em pedestais bem refulgentes
Passando por heróis, reles vilões!
Tem-se visto bastardos prepotentes
Exercendo altos cargos e funções,
Crápulas mentirosos repelentes!
NOTA FINAL: Nem todos os que exercem funções de topo são crápulas, entenda-se; mas há tantos que subiram de forma tão rápida e tão cheia de "golpadas", que, como diria o professor Cavaco Silva, parece a Lei de Gresham a funcionar (a tal que diz que a moeda má afasta a moeda boa, quando ambas circulam num dado país) e a catapultar os maus para cima e os bons para baixo...

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home