rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

terça-feira, julho 04, 2006

Bocage: valores versus lentilhas!...


Oh! Elmano Sadino, excelso vate,
Costumes desnudaste com mestria
Moral e hipocrisia, que combate
Travaste com denodo e galhardia!

Teu estro tão libérrimo foi rei!
Hoje, as penas até fazem ter pena...
Curvadas ao poder, temendo a lei,
Na mira da comenda mais obscena!...

Poetas? Cortesãos bajuladores
Aceitando a mordaça da censura
A troco de prebenda ou sinecura!

Um cargo aqui, ali alguns favores,
Preferem as lentilhas... aos valores!
Ai!, Bocage, que infecta esta cultura!!!

Rouxinol de Bernardim

27 Comments:

Blogger madalena pestana said...

Infecta é dizer pouco... e tantas vezes com tão pouca cultura.

:)

9:29 PM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Diria que "infecta" é apenas um suave eufemismo, para não violentar muito os que almejam despudoradamente o aplauso do poder a troco de serviçal postura...

10:31 PM  
Blogger Lídia Amorim said...

bocage...há quanto tempo não o lia... valeu a pena.. jokas!!

10:39 PM  
Blogger Beetle Bug said...

Já vi esse senhor em qualquer lado lol :)

2:44 AM  
Blogger Thiago Forrest Gump said...

Adorava comer lentilhas.

3:24 AM  
Blogger Baby said...

Ai Bocage...como a História se repete!
Obrigada pela visita.
Se tens tantas saudades, porque não voltas? Lagos espera-te...

3:25 AM  
Blogger Tons Pastel said...

Venho agradecer a tua simpática visita e dizer-te que gostei muito dos poemas. Aquele que dedicas às mães comoveu-me bastante.Voltarei.
Beijos

3:29 AM  
Blogger Ana Luar said...

Tenho que me render à veracidade das palavras do verdadeiro poeta!

5:17 AM  
Blogger sylvy said...

ola tamben gostei muito do teu blog volto mais vezes e muito bonito o texto

6:22 AM  
Blogger topas said...

É um senhor...

http://maistopas.blogspot.com/

8:20 AM  
Blogger topas said...

É um senhor...

http://maistopas.blogspot.com/

8:20 AM  
Blogger Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras said...

Rouxinol, tens razão morar em Sintra e andar irritada é uma contradição. Sintra é mágica e eu devia usar essa dádiva para ultrapassar maus humores, mas a verdade é que sinto imensa saudade de ver a luz desta serra e sentir calor...rabugenta, mimada?

Excelente homenagem! Recordar Bocage é sempre uma atitude meritória...Obrigada
Gostei de teu blog, vou voltar!
Bjs

10:13 AM  
Blogger Salvador said...

Muito bom o teu blog

hei-de ficar atento

1 abraço

10:12 PM  
Blogger Joshua said...

O Bocage não morre. Pensemos que aquela verve, aquela ousadia, aquele pendor satírico brilhante e corrosivo, no plano das ideias, no das letras e no de alguma política do tempo, fazem parte do nosso espírito e que é a arma pacífica dos pobres perante a sobranceria e a pose dos ricos.

Obrigado pela visita, Rouxinol! Escrever
é ter as mãos no arado
e o coração atado ao leme
por novas Índias
do dizer e ficar pimenta-dito.

Abraços.

Joaquim Santos

www.joshuaquim7.blogspot.com

2:19 AM  
Blogger ≈♥ Nadir ♥≈ said...

e a minha falta de tempo, que me rouba o momento de te ler com mais freequencia.
beijo

3:57 AM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

A todos vós, com a vossa crítica construtiva, o Rouxinol de Bernardim agradece, na certeza de que, a mensagem bocageana continua viva no nosso imaginário colectivo e os verdadeiros poetas comungam da sua irreverência, da sua idiossincrasia tão propensa à sátira da moral e dos costumes reinantes!
Bocage há-de permanecer vivo entre todos nós os que sentimos o ferrete da injustiça, a canga da prepotência, ao passo que a bajulação servil e o culto ao vil metal continuam a grangear comendas e homenagens do poder...

4:35 AM  
Blogger Bettina Perroni said...

Gracias por tu comentario en mi blog... estoy visitando tu espacio y me parece muy interesante...diría yo, un lugar donde con gusto puedo dejar que mis ojos sigan las lineas que plasmas.
Felicidades :)

8:21 AM  
Blogger assismachado said...

Olá amigo,
gostei do seu Soneto sobre Bocage.Vejo pelo seu Site que tem poemas bem estruturados, segundo a poética mais corrente. Estou a falar de POESIA obviamente. Porque o que vemos mais por aí - sob a capa de pós-modernismo - é tudo menos Poesia, não acha ? Gostava de trocar impressões consigo àcerca desta questão. Deixo a oportunidade à sua escolha. A propósito de Bocage não se esqueça de visitar a nossa Tertúlia Poética,em :
"www.tertuliabocage.blogs.sapo.pt"
e o Site da nossa Presidente, eem :
"www.almatelurica.no.comunidades.net".
Não se esqueça de voltar ao meu Site e, por favor, assine o Livro de Visitas, em :
"www.frassinomachado.net" e agora
aqui deixo esta "bocageana" :

HINO BOCAGEANO

Letra e Música de:
Francisco de Assis

Elmano, Elmano Sadino
tens força de tradição
nossa alma canta-te o hino,
com versos do coração,
Elmano, Elmano Sadino,
és sempre a nossa canção!

És poeta nascido sobre o Sado azul
criaste um modelo de íntegra história
teus versos correndo p' lo norte e p' lo sul
são alma no povo da tua memória.

És poeta do mundo por mar e por terra
fizeste odisseia por cidades mil
teus versos de paz e teus versos de guerra,
vão deste país ao distante Brasil.

És poeta vivido em justa alegria,
nos ricos, nos pobres, sentiste equidade
teus gestos, teus gritos em doce harmonia
abriram caminho para a liberdade...

És poeta guerreiro, teu lema é justiça,
são limpos os cantos que atearam paixões,
venceste os fantasmas do ódio e da liça
morando p' ra sempre nos fiéis corações.

Frassino Machado
In ODISSEIA DA ALMA
"""""""""""""""""""""""""""""""
Um grande abraço do poetAmigo
Frassino Machado

10:20 AM  
Blogger white rose princess... said...

Por acaso... Bocage é um dos meus poetas preferidos... *********lindo********

10:56 AM  
Blogger Lilis said...

Hello!
Acreditamos...até q infelizmente tivemos de nos render à evidência...ooohhhh....Viva Tugal na mesma!
Bjus e obrigado pela visita :)

10:59 AM  
Blogger naturalissima said...

Venho retribuir e agradecer a passagem pelo meu espaço de imagens.
Vim conhecer-te e me interessou bastante o teu blogspot. Sem dúvida que logo a seguir irei ler melhor tudo o que aqui tens editado.
Gostei!

Um beijinho
Daniela

8:39 PM  
Blogger Gui said...

Oi Rouxinol. Vim aqui num saltinho para dar uma vista de olhos. De relance vi que é um espaço interessantíssimo. Logo virei com mais tempo pois este teu blog merece muito mais atenção que uns breves minutos. Deu para perceber pelo comentário da Tita que moras em Sintra. Se é verdade somos vizinhos porque eu também. Moro e nasci em Sintra, terra que amo e que tem sido tão maltratada pelos autarcas que por cá têm passado ao longo de décadas. Mas isso são contas de um outro rosário. Um abraço. Ah! comento como Mamito, mas visitaste-me no Tulipa Negra.

10:01 PM  
Blogger Solzinha said...

Adirei a selecção e pensar que um dia já odiei esse homem quando o tive que estudar.... e hoje perco-me na sua leitura...
Bj

10:25 PM  
Blogger Little Girl said...

Tomei a liberdade de te adicionar no meu Mundinho, espero que não te importes....

Grande Senhor Bocage....

Beijo e volta de novo ao meu Mundo...

10:48 PM  
Blogger Poesia Portuguesa said...

Até o próprio Bocage bateria palmas a este Poema!

Gosto de quem me recorda Bocage...porque gosto de recordar Bocage!

Grata por toda esta partilha, é um privilégio lê-lo.

Um abraço ;)

11:10 PM  
Blogger Menina_marota said...

Subscrevo na totalidade as palavras da Poesia!

É mesmo um privilégio ler a sua Poesia.

Um abraço ;)

11:14 PM  
Blogger DE PROPOSITO said...

Estou contagiado. De vez em quando virei espreitar.
Fica bem.
Manuel

9:24 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home