rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

domingo, novembro 03, 2013

REFORMA DA IGREJA...

A Igreja Católica está em profunda transformação. Deitando para trás uma postura cupulista,  falando ex cathedra, todo poderoso na sua infalibilidade, este Papa, Francisco I, adopta agora uma atitude democrática. quer saber o que pensam os católicos sobre: aborto, homossexualidade e divórcio...

Em vez de ser ele a ditar, quer ouvir, auscultar as bases, para,  certamente após diálogo com Deus (o superior hierárquico... omnipresente), dizer o que é pecado ou não...

Mudam-se os tempos mudam-se as atitudes. Será que vai ser compreendido pelos fiéis, sempre habituados a ouvir e calar, a obedecer cegamente aos ditames papais? No pressuposto  de  que eram ordens de Deus através do seu legal representante?

Este Papa Francisco I nunca disse: «Raramente me engano e não tenho dúvidas...».

Ele tem dúvidas e quer dissipá-las auscultando o povo de Deus. Na esteira dos romanos que já diziam:« A voz do povo é a voz de Deus...» 

A minha dúvida é esta: «Como reagirá Deus aos resultados da auscultação às bases?»

Dantes os profetas escreviam inspirados por Deus, não consultavam o povo, nem diziam que o seu poder advinha do povo, mas sim de Deus... e o povo acreditava cegamente e cumpria todos os mandamentos...

Será que esta inversão vai ser compreendida, não irá ser considerada uma medida populista?