rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

terça-feira, julho 16, 2013

PORTUGAL: o abismo está iminente!

O país está de tanga. O desemprego aumenta, a emigração, válvula de escape, diminiu os indicadores  reais desse flagelo. As falências estão em ritmo alucinante. As golpadas sucedem-se: médicos, sucateiros, banqueiros, enfim, uma vasta gama de especialistas...

Contudo, pasme-se, os clubes de futebol (os principais, como é óbvio...) compram craques e mais craques como se deles dependesse a salvação nacional. Vão aos supermercados da Sérvia, da Colômbia, da Argentina e do Brasil e fartam-se de gastar, gastar, retrato de uma miséria dourada que envergonha aqueles que sentem a profundidade da crise, a gravidade de uma situação que os políticos não aceitam ser dramática e entretêm-se em guerrinhas de alecrim e mangerona...

Os principais banqueiros ostentam proventos fabulosos. Contudo, alguns segmentos da economia estão com o crédito asfixiado...

O futebol, o fado e festas são a nossa perdição. Há foguetes a rodos como se deles dependesse a nossa felicidade. Festinhas e festarolas patrocinadas a maior parte das vezes com dinheiros públicos ofendem o pudor de quem sente o apocalipse iminente... Um povo narcotizado com o futebol, intoxicado por uma comunicação social nas mãos de meia dúzia de comentadores  que fazem a cabeça dos eleitores e não vão ao cerne da questão na maior parte dos casos, limitam-se apenas a contemplar a espuma dos dias...Um povo sem rei nem roque, sem memória, sem orgulho, sem sentido de Estado!

Cartazes e mais cartazes __ pagos por máfias eleitoralistas que se cobrarão caro, mais tarde, nas empreitadas sobrefacturadas, nas obras a mais, enfim, em todo o lado o fenómeno alastrou como incêndio pavoroso...__ rostos sorrindo com ar angelical, escondendo manobras tenebrosas levando o país à ruína, a miséria a cada vez maior numero de lares, enquanto que os políticos engordam, engordam, engordam...

A anestesia é total, um povo macambúzio e sonolento, incapaz de ver o cerne das questões, deixa-se iludir por ilusionistas do verbo que semeiam sonhos e promessas que mais tarde serão tempestades medonhas, levando o país à bancarrota, ao caos, ao descalabro total...

PESSISMISTA, EU?!