sexta-feira, setembro 17, 2010

Setembro, se bem me lembro...


SE BEM ME LEMBRO
ERA SETEMBRO...
O sol ia mergulhando
Ao longe, no mar sem fim;
Nosso olhar se deleitando
Nunca vi amor assim.
Mão na mão, cantarolando,
Tom Jones... só romantismo
O coração palpitando
Sol e mar... o bucolismo...
Numa esplanada-mirante
Com mar ao fundo, mar-chão,
O nosso amor palpitante
Teve ali... bela ignição!
Fogo ardente, combustão,
Jamais teve, ali findou;
Fogo-preso, vil prisão:
A vida o amordaçou!
Agora, ao rememorar
Essa paixão emergente
SETEMBRO, irei recordar
Mês do Amor... ETERNAMENTE!!!

13 comentários:

Cida disse...

Eita paixão!...:))

Maria disse...

Adorei. É fogo.

FlorAlpina disse...

É...Setembro é assim...
Saudade...

Abraço dos Aples

Solange disse...

a intensidade da paixão, que durou por um momento..ficou na memória pra toda uma vida..
bjs.Sol

SAM disse...

Que delícia este sentimento vivido e para sempre relembrado.

Beijos, amigo.

rouxinol de Bernardim disse...

Cid:

Paixão é fogo que arde...:))), dizia Camões, o Grande Mestre!

rouxinol de Bernardim disse...

Cid:

Paixão é fogo que arde...:))), dizia Camões, o Grande Mestre!

rouxinol de Bernardim disse...

Cid:

Paixão é fogo que arde...:))), dizia Camões, o Grande Mestre!

rouxinol de Bernardim disse...

Maria:

Ainda bem.A memória é o relicário dos amantes e dos apaixonados!
Há relíquias que são sagradas demais para serem olvidadas!

rouxinol de Bernardim disse...

Maria:

Ainda bem.A memória é o relicário dos amantes e dos apaixonados!
Há relíquias que são sagradas demais para serem olvidadas!

rouxinol de Bernardim disse...

FlorAlpina:

Ainda bem que aí nos Alpes também se cultiva esta planta que faz brotar água da fonte de Parnaso.

rouxinol de Bernardim disse...

Solange:

uma marca indelével!

rouxinol de Bernardim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.