rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

sábado, junho 19, 2010

Morreu Saramago


Faleceu hoje José Saramago, prémio nobel da literatura. O autor de Jangada de Pedra e Memorial do Convento fez da polémica a sua imagem de marca. Sempre procurando desmistificar interpretações abusivas da religião (das religiões), procurou (à sua maneira) fazer pedagogia e sensibilizar os leitores para os oportunismos que podem estar subjacentes a tudo que ronda o terreno da fé, e questoes afins.
Criticar a religião católica no que tem de criticável é justo, necessário até. Agora, face ao que se vê no presente, faz falta criticar os excessos da religião muçulmana e o seu teocratismo belicista.
Os laicos não têm profetas. Não se deixam enredar por teias que por vezes conduzem ao ódio fratricida, à destruição dos seres humanos, ao terrorismo hediondo.
Saramago era um homo sapiens. Será que todos nós o seremos?! Nem todos. Ver aqui, porquê!
Nem sempre concordei com ele, mas há na sua vasta obra uma preocupação desmistificadora, um iconoclastia latente que servia de base à trama romanceada.
Faltava-lhe um pouco de ironia satírica, de sarcasmo acerbo, para atingir o patamar de um Eça, a voluptuosidade de um Camilo. Estes são os meus preferidos, mas Saramago também é um dos grandes. E um dos bons. Sem maniqueismos simplistas, foi, de facto, um gigante, com os seus defeitos, as suas diatribes, as suas tiradas sensacionalistas. Que a eternidade, a santa eternidade o receba de braços abertos e de sorriso nos lábios...

5 Comments:

Blogger Rosa dos Ventos said...

Só o soube no noticiário das três...
Li vários, para não dizer muitos, livros dele e os meus preferidos foram O Memorial do Convento, A Jangada de Pedra, O Evangelho segundo Jesus Cristo.
A Viagem do Elefante, pelo menos até agora, foi o que menos me agradou!
Claro que ainda não esgotei a sua vasta obra...

Abraço

3:30 AM  
Blogger © Piedade Araújo Sol said...

que descanse em paz.

:):):)

7:49 AM  
Blogger Osvaldo said...

Rouxinol;

Morreu Saramago?!!!...

A Espanha está de luto...

Um abraço, caro amigo.
Osvaldo

7:00 PM  
Blogger as-nunes said...

Ontem estive no estaleiro por causa duma constipação (a dois dias de tirar uma semana de férias!) de modo que vi muita televisão.
Se não sabia que Saramago é um Nobel da Literatura agora não tenho qualquer dúvida.
Será que Saramago tinha razão?
A morte é uma transição entre o "estamos"/"já não estamos"?

9:59 PM  
Blogger Multiolhares said...

Escritor bastante polémico, ou se gostava ou não, cumpriu o seu papel na Terra e deixou o seu legado não será esquecido
beijinhos

6:53 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home