quarta-feira, abril 28, 2010

Faleceu Morais, um leão que rugia forte!







Vivia em Vila do Conde onde era muito estimado por todos. Foi a 15 de Maio de 1964 que ao marcar de canto directo um golo monumental (o «cantinho do Morais») deu ao Sporting a vitória sobre o MTK na Taça dos Vencedores das Taças.

Ainda recordo aquela equipa fabulosa com Osvaldo Silva, Mascarenhas, Hilário, Fernando Mendes, Carvalho, José Carlos, Figueiredo, Mário Lino, Pedro Gomes e tantos outros leões de juba vibrante que nos deixaram em estado de graça com a retumbante vitória.

Ao marcar aquele canto, de forma tão eficaz, ele marcou toda uma geração de apaixonados pelo futebol que jamais esquecerão tal proeza.

Os portugueses em geral ( e sportinguistas em especial) estão de luto com o perecimento deste cidadão respeitável que jamais morrerá no imaginário colectivo dos jovens da minha geração.
Uma salva de palmas para um herói. Paz à sua alma.

2 comentários:

Victor Gil disse...

Sem dúvida um grande jogador. Jogador do tempo em que se podiam ver os jogos, misturados com os adeptos adversários.
A minha homenagem (de um benfiquista), que se lembra bem desse jogo apesar de ser rapaz pequeno na altura (11 anos, mais propriamente).
Um abraço
Victor Gil

rouxinol de Bernardim disse...

Victor Gil:

gostei do seu comentário.

Sendo benfiquista mostra que ainda não morreu a virtude do fair-play. Neste mundo tão sectário e cheio de clubites e partidarites o seu espírito são é de enaltecer.

Um abraço (de um benfiquista)

rouxinol de Bernardim