rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

sexta-feira, setembro 15, 2006

Padre Américo! Um Ícone intemporal!












No teu rosto fraternal
Aura de amor vai brilhando
Sucedâneo paternal
Ao humanismo rumando!



À rua tu resgataste
Rapazes abandonados,
Homens bons, tão bem moldaste,
Homens sãos, civilizados!...

Tua jornada acabou
Servo da vinha sagrada,
A semente germinou
É semente abençoada!

Quantos gaiatos referem
Com orgulho bem vincado
Que façam o que fizerem
Não esquecerão o passado!

Pai Américo!, assim
Vale a pena ter nascido...
És exemplo para mim
Um ícone merecido!

Da obra não precisei,
Felizmente, tive um Pai,
Grato sempre lhe serei...
Vós que os tendes, os amai!

Em Penafiel perdura
Tua imagem tão serena...
Cheia de amor, a moldura
P'ra tão grande alma... é pequena!!!

Rouxinol de Bernardim

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home