rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

terça-feira, outubro 30, 2012

O GOVERNO COMPRA INDULGÊNCIAS?!

O bastonário da Ordem dos Advogados põe em causa a lisura e a honestiade deste governo...

Sejamos honestos: o país chegou aonde chegou por causa de uma série de abusos, de corrupções, de ilegalidades sem conta nunca punidas, de leviandades  graves a que os tribunais fecharam os olhos, e foram, tal como no antigo regime, os guardiões do templo da imoralidade reinante. É triste recordar isto, mas os tribunais plenários e coisas similares foram o braço legal da ditadura. Hitler fez o que fez graças aos juízes corrompidos que o acolitaram...

Marinho e Pinto, doa a quem doer, tem posto o dedo clarividente e pedagógico__ sublinhe-se__ nas feridas mais dolorosas. Qualquer cidadão, esteja em que quadrante estiver, não pode ficar indiferente às suas judiciosas e lúcidas intervenções.

Veja-se este excelente artigo no JN. VER AQUI

Depois de lidos os comentários que concluír?
Começa aqui a génese da corrupção nas suas mais variegadas formas? Está aqui aberto o livro da promiscuidade mais flagrante entre o poder político e o judicial? Que conclusões tirar?.

De fato os privilégios aqui concedidos a esta casta (novos marajás...)  podem ser o biombo por trás do qual se ocultam muitos favores e muitas indulgências...
Que moral terão estes senhores quando forem confrontados com acusações ao governo, para  mandarem investigar com rigor e empenhamento as queixas? Nenhuma.
O sigilo que alguns pretendem encobrir estas dádivas, só por si não é escandaloso?! Sigilo porquè?! Porque sabem que está ferida de morte a equidade, que está calcada a mais elementar boa fé, está relegado para o mais recòndito da consciência a transparência.

Impostos por pagar, transportes gratuitos, sinecuras de toda a ordem configurando todo um conglomerado de interesses que não podem deixar indiferentes os portugueses sérios, honestos, verticais. A mulher de César além de  ser  séria deve também parecer que o é...

Não me levem a tribunal por este desabafo. Por muito menos que isto já fui condenado... Mas o dever de cidadania é mais forte que o medo de sanções...

2 Comments:

Blogger AFRICA EM POESIA said...



Rouxinol
o vento de Alvalade é ciclone
é difícil parar...

beijo

2:33 PM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Espero que sim.
bjs

2:10 AM  

Postar um comentário

<< Home