rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

sexta-feira, julho 01, 2011

Alberto João Jardim tem medo!






Não quero independencia, quero mordomias!



















Fátima Lopes, quando você se enconsta a mim sinto que me liberta a... «autonomia»! Você dava uma excelente presidente da República Democrática da Madeira! Já está na hora de mandar borda fora o caduco Cardoso da Av. das Comunidades, o detentor do trono da 5ª da Vigia! O prazo de validade dele já expirou há muito e o meu coeficiente de tolerância já está abaixo de zero!









Enquanto a FLAMA reclama a independência da Madeira, assumindo os riscos inerentes, Jardim, já habituado a sugar nos pategos do contenente (ele diz cubanos...), prefere continuar a sistemática jogada da sanguessuga a que sempre nos habituou. Aliado a uma seita sobrenutrida e
encostada ao erário público, ele brande a espada da autonomia, sempre a sacar, sacar... até onde durar... e os pategos a pagar, a pagar, as suas loucuras, os seus excessos, as suas «excentricidades»...


Ribeira Brava, Ribeira Brava, porque não o levas contigo na próxima enxurrada!?

Chamem-lhe «tolo»!
Era altura de se clarificarem as águas de uma vez por todas! Um referendo é legítimo mas até necessário...
Haja coragem!

Marcadores:

3 Comments:

Blogger carol said...

Coragem? Quem tem coragem neste país? Uma carneirada é o que somos nós todos!

7:34 AM  
Blogger Teresa Durães said...

a coragem emigrou

9:00 AM  
Blogger Táxi Pluvioso said...

Duvido que eles queiram a independência, isto está mau para sair da casa dos pais.

4:35 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home