rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

sábado, julho 09, 2011

O FIM DE PORTUGAL




























Vejam aquele «almeida» sempre a limpar, a limpar, o lixo que é Portugal.
Exemplo de cidadania, trabalho, dedicação, imaginação, está a contribuír para a nossa prosperidade e para o nosso sucesso.
A turma dos colarinhos brancos, em todo o seu esplendor, quando no apogeu.
A História os recordará, infelizmente...

PORTUGAL VISTO DO FUTURO...




Foi no primeiro quartel do seculo XXI. Portugal foi vítima de uma «vaca sagrada» chamada banca. Naquele tempo o Banco Central Europeu emprestava dinheiro à banca mas não aos países. Portugal foi sendo chantageado__ fruto de agências de rating mais viradas para a defesa do dólar do que para a isenção ...__e as exigências dos credores passaram a subir em espiral. Quanto mais sacrifícios fazia, mais eles diziam que o risco era maior e assim empolavam as exigências. Quanto mais se amochava mais eles nos cavalgavam...
Portugal foi privatizando tudo o que era possível: chegou a privatizar as latrinas, os cemiterios,
as águas, o ar, os charcos... a alma.
Tudo foi por água abaixo. Cada vez a cotação era pior. Até que começou a vender as ilhas. Primeiro foi Porto Santo. O Vaticano deitou-lhe a mão por baixo preço. Foi para retiro espiritual dos padres e das freiras...
Depois a Madeira. Um magnata russo associado a um príncipe árabe compraram-na para fazer dela um paraíso de jogo.
Os Açores foram sendo arrematados ilha a ilha. Deu pouco porque o país já estava mal cotado a nível bolsista e então tudo o que pertencia a Portugal estava vinte graus abaido de lixo. Gozava-se então com a história a ponto de o Quim Barreiros ter feito uma canção parodiando o nosso «HIPERLIXO»...

«Tanta gente nos lixou
Abaixo de lixo estamos
Tudo se privatizou
Em trampa nos transformámos
!...»
!
Banqueiros corruptos __protegidos pelos mais altos dirigentes do país__levaram para o exterior fortunas colossais. O país empobreceu mas eles__ e os seus encobridores no mais alto pedestal__ ficaram podres de ricos. Privatizámos, vendemos tudo o que havia, a preços de saldo.
O Algarve por exemplo, adquirido a preços de saldo pelo exército de libertação irlandês, ficando inacessível pois fizeram um muro de betão que impedia os indígenas de lá entrar.
Restava o rectangulo tradicional onde viviam os esfoemados lusitanos. Quando foi a leilão... não houve compradores, a base de licitação era um euro...
Contudo, alguém teve uma ideia: «VAMOS REFUNDAR PORTUGAL»
E assim foi. Tanto refundaram, refundaram que descobriram petróleo, grandes jazidas. Foi a ressurreição tão ansiada. Então vieram de novo os banqueiros que tinham ido para o exterior, na ânsia de voltarem ao mesmo... mas foram corridos de vez. Nunca mais houve banqueiros em Portugal.

Marcadores:

2 Comments:

Blogger Rosa dos Ventos said...

Enquanto lá estiver o Alberto João ninguém compra a Madeira! :-))

9:42 PM  
Blogger carol said...

E o sr. Cavaco Silva bem no meio deles...

3:48 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home