terça-feira, julho 12, 2011

A metamorfose...

«VIVA A JUSTA LUTA... DO BICHO DA FRUTA!»




«MORTE AO CAPITAL...VIVA PORTUGAL!»









Ei-lo AQUI... no início da sua carreira política...MRPP legítimo, puro, duro sem papas na língua a favor dos explorados...

Agora, perante as câmaras da TV, como presidente da UE, surge redondo, torneando a verdade, usando a terminologia insípida do recurso a uma cassete já gasta ... não indo ao cerne da questão, não enfrentando a realidade que foi criada, sacudindo água do capote com subtileza...
Diabolizando as agências de rating como se fossem elas as causas da corrupção reinante, as fautoras da crise, as mães de todas as nossas frustrações...
O momento é chegado para dizer basta! Barroso, a cúpula da UE falharam, a arquitectura económicofinanceira subordinando os países à banca (lato sensu) deu no que deu. O tráfico de influencias, a corrupção a todos os níveis, fizeram o resto. A ruína do sistema está a afundar os economicamente mais frágeis e a enriquecer os mais fortes.
Pode vir muito dinheiro mas se continuarem as mesmas metodologias, os mesmos vícios, os mesmos esquemas, tudo irá por água abaixo. Basta de fartar vilanagem!
Durão é o rosto do sistema caduco que conduziu ao fracasso. É preciso reformar de alto a baixo a arquitectura economicofinanceira permitindo ao BCE emprestar aos estados membros e não subordiná-los às vicicitudes do mercado como ora impõe esta arquitectura hiperliberal!

6 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Dá vontade de gritar:
-"Acordai, homens que dormis..."

rouxinol de Bernardim disse...

Rosa:

Os ventos estão aí, a tempestade não tardará...

durindana disse...

Será o rosto, sem dúvida, mas é principalmente um "seventuário do poder" como diria Garcia Pereira.
E o poder? Onde está ele?
A.M.

durindana disse...

serventuário (queria eu escrever)

rouxinol de Bernardim disse...

durindana:
Prazer em vê-lo por aqui. Como vai o castelo de Almourol e essas paisagens maravilhosas tendo o Tejo como background?!

Quanto ao nosso amigo Durão ele está igual a si próprio: com a mesma desfaçatez com que defendia o MRPP defende agora o grande capital e o liberalismo mais desbragado. A Europa está entregue aos banqueiros e aos grandes detentores do capital financeiro.
É um fartar vilanagem!
Ele, tem a noção de que servindo o capital está a fazer a vida negra ao povo português e aos povos mediterranicos.
Corrigir a macroestrutura é muito difícil. Remendar, é pior ainda.
O liberalismo selvagem está aí pronto a devorar tudo e todos.Ele, Durão, bem sabe de que lado está. Mas não quer assumir...

Vieira Calado disse...

Um slogan muito imaginativo

como é timbre do MRPP!

Um abraço