domingo, julho 24, 2011

O monstro terrorista...



O desejo patológico de «ficar na história» que move muitos loucos por vezes com ar angelical, eis o retrato deste monstro que num acto de crueldade suprema matou e deixou milhares de feridos numa saga destruidora sem perdão.


O que fazer a uma criatura destas?!

Quais as motivações profundas que levaram a este delírio?

«Dar um sinal às massas», foi na sua mente perturbada, o leitmotiv, a motivação profunda, o desejo de sobressaír da mediocridade...


Gente desta é terrível, é a erva daninha da sociedade que urge erradicar sem demora. E há tantos por aí na política... o desejo de perpetuar o nome, de ficar nos anais, quando o talento não existe, há o recurso a este estratagema doentio, a esta barbárie imperdoável.

Enfim, mais um Nero, que ressuscitou da bruma dos tempos...

15 comentários:

Amanda Lemos disse...

Tudo muito interessante por aqui,
Gostei muito mesmo.
E te convido para conhecer meu espaço, caso queira dar uma olhada, seguir..;

http://www.bolgdoano.blogspot.com/

Muito Obrigada, desde já.

Anne Lieri disse...

Querido rouxinol,um triste texto sobre pessoas que são mentalmente doentes e que parecem nascer com certa crueldade incrustada na alma!Lamentável existirem pessoas assim no mundo!Bjs e boa semana!

carol disse...

Receio bem o crescimento de fulanos destes, de extrema direita. Uns fundamentalistas. Uns nazis! E com carinha de anjos...

Manuel CD Figueiredo disse...

A pena máxima, e se possível com uns acrescentos.
À margem, mas a propósito: não pode haver qualquer tolerância com certo tipo de comportamentos e de discursos.

rouxinol de Bernardim disse...

Amanda lemos.


Obrigado pela simpatia. Lá irei...

rouxinol de Bernardim disse...

Anne lieri:

infelizmente ainda há gente desta por aí fora semeando a morte e a destruição...

Obrigado. Boa semana para si.

rouxinol de Bernardim disse...

Carol,

Tem razão, de facto eles andam por aí...

rouxinol de Bernardim disse...

Manuel CD figueiredo.

Mu caro. As penas são insignificantes (mesmo a máxima) para este tipo de crimes...

Majoli disse...

Penso que foi você, apesar de não ter conseguido acessar teu blog através do comentário deixado no Rabiscos, que esteve por lá.
Foi na minha postagem falando do gato.
Procurei-te através do google.
Quero agradecer o carinho da visita e das palavras deixadas, brigadinha.

Quanto ao teu texto, infelizmente temos visto muitos monstros nesse mundinho de meu Deus.
As aparências enganam, como já dizia o velho ditado, um lindo e angelical rosto, pode esconder um monstro.

Beijos com carinho.

Anônimo disse...

monstro mesmo. E o pior é que a cada dia aparece mais um. Triste isso.

Obrigada pela sua visita.
abraços

Eurico disse...

O individualismo, o nadismo e outros ismos, vazios como ab/ismos... são o verdadeiro motivo do aparecimento de jovens acometidos dessa disposição mórbida, que os leva a atitudes monstruosas.

Grato pelas tuas palavras no meu blogue.

Daíse disse...

Tem gente que infelizmente faz seu nome na história com maldades!!!!

São disse...

"Pior" só o circo dos dementados especialistas!

Boa noite

Solange disse...

tem horas que eu não consigo falar nada...
.............

bjs.Sol

Desnuda disse...

Querido amigo,

Antes e após Nero... E muitas são as tentativas e explicações para o inexplicável, o absurdo, a terrível crueldade da raça humana.


Beijos com carinho.