rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

segunda-feira, outubro 26, 2009

A frase...

Saramago?!é um «Gato Fedorento» a brincar com a Bíblia!

Esta afirmação do professor doutor Carreira das Neves deve ser levada muito a sério...
É que os «Gatos Fedorentos», a brincar a brincar dizem coisas muito sérias!

O que dirá o douto professor Carreira das Neves do padre Theilhard de Chardin?!

O que diriam os Carreira das Neves ao tempo de Eça de Queiroz quando publicou «O crime do Padre Amaro»?

Mais ou menos isto: «Eça é um mal intencionado, inventa personagens devassos só com a subreptícia intenção de achincalhar a Igreja, dá maus exemplos aos jovens, contribui para a dissolução dos costumes, quase que sublima o incesto, procura denegrir a imagem da Igreja...»

O progresso civilizacional será tanto maior quanto maior for a tolerância, o pluralismo, o respeito
pela diferença, o chamado direito à «dissidência», o direito à «heresia», a liberdade de expressão e de pensamento.
O respeito pelos direitos humanos deverá ser um denominador comum, a baliza normativa, o enquadramento mais abrangente, a cúpula da pirâmide da liberdade.

14 Comments:

Blogger continuando assim... said...

tanta polémica ... sou pelahipocrisia generalizada !!
é triste

boa semana
teresa

3:58 PM  
Blogger Táxi Pluvioso said...

... e no entanto Portugal é um país de padrecas. Boa semana.

8:32 PM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Meus caros:

Há que sorrir à vida enquanto por cá andarmos, depois... Deus (que pode ser um grade metáfora apenas...) dirá de sua justiça!

Será que o rir (mesmo perante algumas incongruências da Bíblia) nos vai retirar o direito ao céu (que pode ser outra grande metáfora...)?

9:28 PM  
Blogger casa de passe said...

Eu cá sou pela igreja. Então não é bom podermos pecar e depois irmos confessar-nos e ficarmos limpinhos outra vez? É bom para todos, para quem se confessa e para o padre confessor que até pode tocar alguma à conta das histórias que se lhe contam.


Ernesto, o avô

12:47 AM  
Blogger Lídia Amorim said...

olha eu tenho detestado esta polémica. O homem é livre de escrever o que quiser. mas que raio... Já estou como alguns, isto é uma estratégia de marketing.

bejokas

1:22 AM  
Blogger © Piedade Araújo Sol said...

polémica, ou marketing puro.

lol

boa semana!

beij

9:02 AM  
Blogger Pena said...

Oh, Notável e Brilhante Amigo:
Percebeu agora porque adoro a literatura e sou apolítico?
Os sonhadores passam e a carruagem dos políticos avança num freio desenfreado rumo aos confortáveis "sofás" do poder.
"...O progresso civilizacional será tanto maior quanto maior for a tolerância, o pluralismo, o respeito
pela diferença, o chamado direito à «dissidência», o direito à «heresia», a liberdade de expressão e de pensamento.
O respeito pelos direitos humanos deverá ser um denominador comum, a baliza normativa, o enquadramento mais abrangente, a cúpula da pirâmide da liberdade..."

Sim, genial amigo, está tudo dito de forma sublime e divinal.
Onde pára a nossa democracia...?
Não a vejo, sinceramente.
O que tao bem define com fascínio gigantesco transformar-nos-iam todos mais felizes, a sociedade e o humanismo seriam mais existentes e credíveis.
Abraço de um respeito e estima imensos.
OBRIGADO pela sua amizade.
Sempre a lê-lo com atenção e preciosismo no que dis sensata e sobriamente...

pena

Bem-Haja, extraordinário amigo que preso muito por ser um autêntico e eloquente defensor do bem-comum e de uma sociedade mais justa, humana e igualitária entre todos as pessoas de bem.

9:05 AM  
Blogger FERNANDA & POEMAS said...

QUERIDO AMIGO BERNARDIM, FIQUEI MUITO FELIZ COM A TUA VISITA... A TUA POSTAGEM ESTÁ BRILHANTE... ADOREI...!
FELIZ SEMANA, ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

12:51 PM  
Blogger Mikas said...

A Igreja é muito sensível.... do Governo toda a gente fala e goza a polémica é pouca ou nenhuma, mas a Igreja como está acima de tudo e de todos quer impor a repressão!!

5:12 AM  
Blogger Demóstenes said...

É bom ainda haver estruturas morigeradoras que, de resto, parece o único papel a que está confinada a Igreja católica actualmente.

Não branqueemos Saramago cujas bombásticas e recentes declarações servem o propósito único de vender livros. Muitos livros.

Em síntese, acho que se empolou demasiado a questão nos media quando há, infelizmente, tantas outras bem mais fundamentais e com menor visibilidade, essas sim, fundamentais na edificação de um mundo mais humano (escusado será citá-las de tão flagrantes que são).

3:16 AM  
Blogger Helô Müller said...

Assunto polêmico, com certeza! rs Mas, todo artista ou até mesmo o cidadão comum, tem todo o direito de escrever, brincar com as palavras, pensar da forma que bem quiser!! Ninguém será obrigado a ler os seus livros e nem tampouco concordar! Compre-os quem quiser...
Toda polêmica é saudável... Assim penso eu!
Obrigada pela gentil visita em meus aposentos!rs
Beijos
Helô

3:35 AM  
Blogger Nilson Barcelli said...

A tudo isto eu chamo um não caso.
O que disseram de novo Saramago e todos os outros?
Nada. É tudo repetido e velho.
Existem Crentes, Agnósticos e Ateus. E há lugar para todos...
Abraço.

12:16 PM  
Blogger Sonia Schmorantz said...

Obrigado por tua visita e por palavras sempre tão amáveis.
um abraço

6:08 PM  
Blogger Joice Worm said...

O primeiro a morrer, é aquele que se mata por dentro.
Joice Worm
(Estou do lado de Saramago! E o Deus que eu acredito, de certeza não é esse que a Igreja faz propaganda à sua maneira de agir empresarial... Que ideia...)

6:23 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home