sexta-feira, outubro 02, 2009

AUTOCRÍTICA PERFEITA!

Meu Deus perdoai-lhe, não sabe o que faz!

Anda tudo louco, meu Deus!!!

6 comentários:

Blue disse...

E como anda tudo louco, ou seremos nós os loucos?

Loucura total um País como o Brasil, onde faltam escolas e hospitais, gastarem uma enormidade em Copa do Mundo e talvez Olimpíada!

Abraços. É, acho que louco sou eu!

Helô Müller disse...

Realmente a loucura se alastra mundo afora...
Obrigada pela sua visitinha aos meus aposentos ! rs
Beijos e um final de semana só com "loucurinhas saudáveis" !! rs (creia, ainda existem!!rs)
Helô

Pena disse...

Notável e Admirável Amigo:
Uma AUTOCRÍTICA PERFEITA!
Dou-lhe toda a razão, genial amigo, anda tudo louco, meu Deus...!!!
Só sei que, talvez, reconheçam um pouco de que algo se passa no nosso lindo Portugal de louco...1,2 ou 3, não sei bem, ao certo, distante da manipulação, desagrado, descrédito desta "chama" política muito acesa e desacreditada nacional e internacionalmente...
Passa-se algo de muito grave. E, se tudo é política, talentoso amigo, eu sou político, fui um assumido político...hoje tento acreditar num mundo mais perfeito, feliz e igual, onde se respeitem a liberdade e o espírito de Democracia plena com pleno usufruto dela.
É sempre uma honra gigantesca lê-lo, brilhante e fabuloso amigo. Os seus Posts são sempre de um excelente poder expressivo, criativo e comunicativo. Perfeito.
Abraço amigo de respeito pelo seu divinal e fabuloso gigantismo literário que não esqueço, nem nunca poderia esquecer.
Sempre admirar o que escreve.

pena

Excelente!
MUITO OBRIGADO pela sua amizade.
Bem-Haja!

rouxinol de Bernardim disse...

blue:

Não tenho o instrumento capaz de medir o grau de loucura. Se há quem o tenha...

rouxinol de Bernardim disse...

Hello:

Espero bem que sim!

Se existem!...

rouxinol de Bernardim disse...

Ilustrissimo amigo Pena:

As suas hipérboles são fantásticas, contudo já me habituei a relativizá-las com a humuildade e pudor que me caracterizam...

Sou humilde por natureza, gosto de andar descalço na relva, vestir umas Tshirts e calções, andar em carros modestos, frequentar cafés e restaurantes do povo...

As suas palavras longe de me hipertrofiarem o ego, fazem-me rir, com bonomia, claro... batem forte e são repelidas pela couraça da minha HUMILDADE...