rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

quinta-feira, maio 11, 2006

CAMILO, UM GIGANTE DAS LETRAS


Á sombra de um bigode refilão
Camilo criticou com virulência
Os excessos fogosos da paixão
E o poder vergastou com inclemência!


"Amor de perdição" foi corolário
De uma obra de génio sem ter par
Notável romancista, missionário
Do verbo fez diamante a lapidar!


Famalicão foi última morada
Ali amou a sua apaixonada
Ali precipitou o fim terreno...


Às Letras devotou vital jornada
Foi um gigante, sendo tão pequeno...
A Glória lhe endossou eterno aceno!

Rouxinol de Bernardim

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home