rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

segunda-feira, maio 23, 2011

Os motores aquecem...

PP: Meu caro amigo, em tempo de vacas magras, há que optar pelo peixe. Esse, dá para matar a fome a muitas famílias. Quando eu for primeiro-ministro venho cá comprar para distribuír pelo povo... Eu sou a porta aberta ao futuro: mais justo, mais são, mais tolerante.

Resposta do pescador: Mais importante do que dar peixe é ensinar a pescar. Eu posso fazê-lo.
Quero um lugar de ministro. Pode ser no ministério do mar...












Aí vai a campanha eleitoral no seu arranque. O CDS está no centro da polémica. Está a ganhar terreno ao PSD e este sente-se isolado, ensanduichado, emparedado, não consegue crescer.
Portas, arguto, sagaz, um autêmtico «rato de área» (estilo Falcão do F. C. do Porto) está, para surpresa geral, a subir nas sondagens.
E porquê?!
Portas parece ser o único com lugar cativo no próximo governo, e foi mais longe, afirmando (com certa dose de arrogância) que quer ser primeiro-ministro.
Sim, de facto todo o líder partidário candidata-se a primeiro-ministro, há que ser realista. Normalmente olham para as sondagens e nem todos se atrevem a dizer isso, mas Portas mandou às urtigas as sondagens, limpou o rabo às estatísticas, e assume-se como potencial primeiro-ministro.
Está no seu direito. PSD e PS num ombro-a-ombro impressionante estão a ver no que isto vai dar. Portas está devorando o PSD, pouco a pouco, pé ante pé.
Passos Coelho, não querendo fazer o chamado trabalho sujo, mandou os ajudantes de campo para o combate: Fernando Nogueira e Menezes lá foram para os cornos do touro... cumprindo a estratégia...
Portas faz o mesmo: agora é este (Pires de Lima...) que se assume como guardião do chefe! E fala grosso: ou Passos Coelho põe ordem nas tropas ou... haverá briga forte!
Passos Coelho está com um grave dilema: se ataca Portas corre o risco de não ter nenhuma hipótese de ter parceiro de coligação mesmo que vença Sócrates, mas, pelo contrário, se nao o ataca, vê este cada vez mais canibalizando as hostes sociais-democratas, pulando as frontreiras e crescendo que nem viagra eleitoralista...
É o fim da picada!!!
Cavaco, como se impõe, não dá cavaco... e fica perplexo com o rumo que isto está tomando...
Sócrates, sorrindo com ar triunfalista, diz que vai ser o primeiro ministro e aceita uma ampla coligação, é tolerante, não guarda rancores, tem sentido de Estado. Já está a ver Portas a seu lado na cadeira do poder... e Passos Coelho amaldiçoando o «traidor», o catavento com quem se quis coligar...
Lá no céu, Jesus Cristo olha para Portugal e não sabe como concertar tudo isto...

Marcadores:

1 Comments:

Blogger carol said...

Uma bagunça! E depois o outro é que é nocivo, arrogante e mentiroso... Vão meter-nos com boa gente, vão!

9:06 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home