domingo, outubro 17, 2010

Será que este Orçamento vai provocar recessão?

Pode e não pode, tudo depende de factores exógenos a que a economia portuguesa está sujeita. Economia aberta e dependente do exterior pode beneficiar dos impulsos positivos das economias adjacentes (Alemanha sobretudo, a locomotiva...), ou ser vítima de factores negativos.
Com o mercado interno naturalmente deprimido por força da contracção do poder de compra das famílias e redução na capacidades de investimento das empresas, poderá abrir-se uma janela de oportunidade com o escoamento de produtos para o mercado europeu e com a saída de mão de obra para Angola, que tem sido um amortecedor eficaz do nosso desemprego.

Assim sendo, e não havendo catástrofes naturais, calamidades ou conflitos graves a locomotiva europeia até poderá fazer um reboque à carruagem lusitana.
Substituição de importações e um forte incremento do sector empresarial vocacionado para a exportação serão, obviamente, condições sine qua non para uma recuperação económica sustentada e sustentável.

Papel decisivo poderá ter o novo presidente da República, seja ele qual for, ao chamar a si uma pedagogia interventiva neste processo, o que infelizmente nem sempre tem sido feito com a intensidade que a situação exigiria...Muito embora o actual presidente tenha dado enfoque à estabilidade algumas vezes... outras foi também factor de instabilidade...

8 comentários:

Ibel disse...

Bela reflexão. Olhe, adorei esta passagem"Assim sendo, e não havendo catástrofes naturais, calamidades ou conflitos graves a locomotiva europeia até poderá fazer um reboque à carruagem lusitana."

Abraço

Rosa dos Ventos disse...

É uma incógnita!

cristal de uma mulher disse...

Vejo este texto uma comunicação importante, de forma que devemos está alerta a tudo que nos cercam.

Meu abraço

rouxinol de Bernardim disse...

Ibel:

De facto tudo é possível, o orçamento de per si não pode mudar muito a vida das pessoas mas apenas condicioná-la...

rouxinol de Bernardim disse...

Rosa dos Ventos.

É de facto uma incógnita. Não podemos nem devemos diabolizar nem exaltar de forma entusiástica.

Isto é apenas um caderno de intenções. A prática é que é o busílis da questão.

rouxinol de Bernardim disse...

cristal de uma mulher:

É isso mesmo! Um alerta é sempre o melhor remédio...

Flor da Vida disse...

Amigo, teu texto é expressivo, informativo e bastante reflexivo... Amei! Deixo a ti um abraço e meu carinho... Paz e Luz

Táxi Pluvioso disse...

Que ideia. Vamos viver todos ricos. Bom, pelo menos o presidente não passará privações.