rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

terça-feira, setembro 24, 2013

 Portugueses:
Nesta hora difícil em que a austeridade se impõe e a equidade deve ser um imperativo nacional, queria falar-vos da palavra DIGNIDADE.
...

Ouço falar nela para justificar mordomias sem conta sobretudo em carros de luxo para altas figuras do Estado. Ora cada um vale pelo que é e não pelo que tem. O ser não se pode identificar com o ter. S. Francisco de Assis deu um belo exemplo de desprendimento e de cidadania. Viveu de forma espartana para dar exemplo ao mundo. Sugiro que os governantes portugueses sigam o exemplo dessa figura da Igreja. Por que não andarem todos de lambreta? Ou então usarem o carro do Papa, a Renault 4L, um veículo tão digno ou mais do que as bombas carissimas que usam e que chocam os portugueses de bom senso e de reta intenção. Austeridade para o povo, e luxo, coisas sumptuárias e ostentatórias, para os alegados «provedores do povo»? Sede justos, sede pedagógicos, sede dignos do momento que passa.

Portugueses:
Se os vossos governantes continuarem a exibir sinais de luxo e de ostentação, sem respeito pelos valores da EQUIDADE, só há um caminho a seguir: apeá-los do poder...
Com o chicote da crítica, tal como Jesus fez aos vendilhões do templo, castigai-os sem dó nem piedade. Aproveitai o dia 29 de setembro e usai o chicote do voto... também é eficaz...