rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

segunda-feira, setembro 16, 2013

Inveja, ódio, mau olhado...

Já virou cassete. Ele repete-se até à exaustão. E o JN dá-lhe guarida de forma despudorada violando todas as elementares regras de deontologia. Está a ser levado ao colo. Nada diz de novo, usa sempre a mesma retórica balofa e requentada. Quando o criticam, com lógica e  acutilância pelo seu populismo e pelo despesismo galopante, procurando ganhar votos à custa de abusos de dinheiros públicos, ele acusa os adversários de «inveja», «ciume», «ódio de estimação»...

É ridículo, patético, insano. Sempre a mesma cassete, sempre o mesmo discurso vitimizador. Perseguido por pessoas invejosas, que odeiam o seu carisma, a sua genialidade administrativa, o seu triunfalismo eleitoral, a sua queda para as festas e os foguetórios...E para as tripas à moda do Porto também...

Mete dó tanta insipidez, tanta falta de originalidade, tanta vitimização ... 
Será que a CNE ainda não teve coragem de censurar o JN?!