rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

terça-feira, abril 24, 2007

Labruge, janela aberta de par em par...




Janela aberta de par em par,
Varanda cheirando a iodo e sal...
Um templo digno, ao deus-sol votado,
Oásis verde-azul sem ter par...
Um canto de encanto divinal
Um mar tão da areia enamorado,
Que nela perde a força e desmaia,
Mar que morre na cama da praia!
Labruge é mar, é espuma, é paixão!
Gaivota que adora esvoaçar,
Tão livre, tão segura e tão bela!...
Labruge é fervilhar de emoção,
Azul cobalto a cobrir o mar
E Deus... pintando esta linda tela!
Labruge é um "pecado" de água e sal
Que Deus criou, por bem... e não por mal...
rouxinol de Bernardim

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home