rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

domingo, junho 26, 2011

Novo paradigma

REPENSAR PORTUGAL








Hoje em dia é um lugar comum dizer-se que gastamos mais do que produzimos, do que a riqueza que criamos, logo, o endividamento, logo a pauperização da nação. É uma banalidade tantas vezes repetida, até pelo pouco pedagógico PR, que causa náusea...Não dizem o principal!
Há sectores da sociedade que sim, foram, de facto os fautores desse calvário. É preciso apontá-los a dedo para que não volte a repetir-se. Não podemos meter a cabeça na areia e fechar os olhos. Que não pague o justo pelo pecador. Generalizar, além de injusto, é abusivo.
Aquisições de serviços sem critério, sem regra, sem sanções. Os pareceres são pedidos sempre aos mesmos, sem concurso público, mais para satisfazer voracidades clientelares do que para outra coisa. Os governos, as câmaras municipais, são exemplares. O clientelismo é o pano de fundo.
No verão, as festas são o pao nosso de cada dia, com um cortejo despesista que brada aos céus.
Veja-se o mau exemplo dos principais clubes de futebol. A Europa olha para nós e pensa: «como é possível estes marmanjos pagarem tanto a jogadores, que depois emprestam sem chegarem a jogar, pagam até partes ou a totalidade dos salários, tèm atletas que davam para formar quatro ou cinco equipas, esbanhando recursos que, se aplicados noutras atividades («custo de oportunidade») poderiam ser tábua de salvação de muitas famílias?!!!»
Como é possível este esbanjamento sem uma palavra dos líderes políticos? COBARDIA!!! Ninguém toca nesta selva. Há medo de perda de popularidade.
Quantos recursos afetos ao futebol não foram de facto cedidos pelas autarquias, diretamente, ou até por empresários que funcionam como beneméritos dos clubes, depois de terem sido contemplados por benemerências autárquicas?!
A corrupção medra e enche as algibeiras de uma minoria que se afirma como altruísta e generosa pois o caudal de benefícios dá para tudo!...E ninguém toca nos «SOPRANOS»...

A Grécia está como está após anos e anos a viver com pompa, com largas mordomias, com a mesma febre pelo futebol, as mesmas despesas faraónicas com jogos olímpicos e afins que têm apenas um impacto ligeiro no momento e nada repercutem no futuro. Apenas montra de vaidades de meia dúzia de políticos e dirigentes desportivos que exibem o seu provincianismo ao mundo inteiro com empáfia e sobranceria... Nós tivemos a pretensão de destruír estádios e construír outros de raíz, com a maior das facilidades, não estudando sequer impactos financeiros futuros. Hoje a Grécia está ASSIM! ... nós, para lá caminhamos...


Como é possível esbanjar tanto em coisas como «Guimarães Capital da Cultura», onde o maná das sinecuras causa perplexidade ao cidadão verdadeiramente culto e bem formado. Ainda não foi posto um travão a este estulto esbanjamemto, porquê?
VEJA-SE AQUI o REGABOFE!

As fraudes nas fugas ao fisco são alarmantes! Agora surgem os medicamentos com receitas «passadas» por médicos já falecidos;ainda há pouco foram descobertos 14 milhoes de euros de falcatruas fiscais do sucateiro de Ovar(VER AQUI); como foi possível permitir isso, sem haver proteção?! Claro que há altas proteções políticas! Sem elas os beneficiários nunca atingiriam os valores conseguidos. A «omertá» existe e floresce em Portugal!
A CORRUPÇÃO continua impune. Não vale a pena andarmos a endividarmos para tapar buracos antigos se não formos capazes de gerar legislação dissuasora, tapando de vez (ou reduzindo ao mínimo) o caudal de corrupções que por aí vai surgindo a céu aberto!!! A corrupção é, ninguém duvide, o caldo de cultura onde floresce o vírus da insolvência... é ela a filoxera da nossa vinha democrática...Enquanto não lhe tocarem, o caminho rumo ao abismo está sempre aberto.
Ir de avião em classe turística em vez de executiva é uma forma ridícula da tapar o sol com a peneira! Haja coragem de pegar o touro pelos cornos!

3 Comments:

Blogger De Amor e de Terra said...

...e como está certíssimo amigo, como está!
Haja coragem para pôr o dedo nas feridas e curá-las, de vez.

Abraço
M.M.

7:09 PM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

A coragem eclipsou-se neste país.
Emigrou... para outras paragens.

8:59 PM  
Blogger Sue said...

Olá!
Vim retribuir a visita... gostei imenso!
Beijinhos!

1:39 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home