rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo. O mundo e a sociedade sob o olhar atento e desassombrado de um cineasta do quotidiano, um iconoclasta moderno, sem peias, sem tabus, sem preconceitos.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

sexta-feira, dezembro 29, 2006

Lisboa menina e moça, sete colinas, sete paixões...












Lisboa já não tem varinas
Lisboa já não tem pregões...
Lisboa tem sete colinas
Lisboa fervilha em paixões!

Em Alvalade o caldeirão
Fica ao rubro, raia a loucura
Quando os encarnados lá vão
A paixão até dá fervura!

À noite as discotecas fervem
Jorra a alegria na cidade
E se é certo que horas se perdem
Por vezes se ganha amizade!

A massagem é um dado novo
Toda a gente a pratica, eu noto,
O Governo massaja o povo
À cata de ganhar o voto...

Políticos massajam o ego
No parlamento com seu canto
Até eu, massajo, não nego,
Os olhos pasmados de espanto...

E... no metro, às horas de ponta
Há quem vá para ali massajar...
E sem que a gente se dê conta
Lá vai a carteira a voar...

Lisboa de paixões singelas
Já não há pregões aos jornais
Já não existem caravelas
Mas há piratas por demais!

Lisboa expõe-se na TV
Montra e passarela exportável
O povo é que pouco se vê
Se calhar... não é colunável...

Menina e moça esta cidade
Me encanta e fascina, tão bela,
É filha da mãe-Liberdade
E... chama-se Brio, o pai dela!

Cidade nova, só paixão...
Perturbante e vaidosa às vezes
Lisboa está no coração
E na alma dos portugueses!

JOTEME

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home