rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

quinta-feira, junho 09, 2016

PORTUGAL NO EURO 2016




A selecção é boa, mas falta a prova da verdade. E só lá dentro, bem lá dentro (das quatro linhas...) é que se vai saber...




Eu prometo ir à Senhora da Guia para lhe pedir que guie a nossa Seleção pelo caminho da vitória!
lhttp://www.ojogo.pt/area-j/excitacoes/noticias/interior/dolores-aveiro-vai-a-fatima-pagar-promessa-5217212.html



É saudável uma certa dose de otimismo. contudo, os excessos pagam-se caro. A equipa tem uma idade média excelente, alguns mais maduros que são "assessorados" por jovens de muita qualidade: Renato Sanches, William de Carvalho,  Guerreiro ... enfim, os "velhos" como Pepe e Ricardo Carvalho, Nani e Quaresma podem dar um contributo excelente. Há que saber rodar e motivar todos os elementos pois qualidade não falta. O calor pode ser um obstáculo para alguns elementos mais habituados a campeonatos decorrendo em tempo frio e terrenos pesados. Jogadores leves, com velocidade e técnica devem ser usados preferencialmente quando o calor for mais intenso.

Quaresma está a ser pouco utilizado, contudo, a sua presença ao lado de Ronaldo foi "milagrosa" nalguns jogos, é preciso que Fernando Santos não esqueça isso e premeie o ciganito com a titularidade. Pode vir a ser a grande revelação portuguesa e europeia, no Besiktas (campeão turco) foi decisivo. Tem sido subutilizado e é pena que assim seja. É muito superior ao Nani que anda com as baterias descarregadas, notoriamente...
Oxalá Pepe saiba moderar os seus impulsos (basta de cenas de vitimização apalhaçadas) e Ricado Carvalho saiba colocar a sua experiência ao serviço da juventude. O seu tempo de recuperação é mais dilatado, mas não creio que seja por ele que a seleção vai partir. Atenção aos pequenos detalhes: tirar a camisola depois de um golo e sequente cartão amarelo, deve ser rejeitado liminarmente pois é de um infantilismo gritante. Reagir ao árbitro, de forma muito veemente pode deitar tudo a perder. Fazer teatro e queimar tempo de forma excessiva pode ser o calcanhar de  Aquiles...A prudência é sempre boa conselheira.

O treinador deve exigir a Ronaldo que remate menos vezes e com mais certeza, pois abusa de remates sem ângulo, só para fazer aquele gesto de por as mãos na cabeça e sorrir lamentando o "azar". Basta de gestos destes. Ele remata vezes demais e isso prejudica a equipa. tem de ser dito e repetido pois é nefasto. Por vezes é muito importante simular o remate violento e dar, de mão beijada, a alguém que esteja melhor posicionado. Tem de fazer isto mais vezes para fugir à marcação cerrada.
O caudal ofensivo deve ser variado e não privilegiar Cristiano Ronaldo, pois torna-se denunciado e passível de intercepção frequente. Pode ser até uma forma de "queimar" o nosso melhor avançado. Há que diversificar, ser prudente, não lançar bolas atrás de bolas para o mesmo sítio pois isso é perder o efeito surpresa. Devem até simular o passe para Ronaldo(olhando para ele)  e enviar para outro lado, podendo Ronaldo surgir mais liberto  na conclusão da jogada e não no início.

Quanto ao guarda-redes era bom que saisse pela certa, sempre. Nunca saltar a uma bola sem ter a certeza que tem o caminho livre e vai lá chegar antes do avançado. Na dúvida, é preferível não arriscar, é mais seguro. Rui Patrício tem cometido essa infantilidade (excesso de "coragem" ingénuo e letal, por vezes...)com frequência...
Danilo (ou William) devem saber que a posição de "cabeça de área" é importantíssima, sobretudo quando se defende e surgem centros atrasados dos avançados adversários para a zona de penalty... ou entrada da área. Por vezes há dois ou três jogadores junto ao guarda redes, atrapalhando-o,  e ninguém nessa zona crucial. Há que corrigir esta infantilidade, pois é frequente e muito imprudente. O chamado "trinco" quando for aos cantos cabecear deve regressar logo de seguida  pois a sua missão é importantíssima no processo defensivo.

E que a Dona Fortuna esteja pelo nosso lado. D. Dolores já foi a Fátima. cumpriu o seu papel de Mãe e de Portuguesa. Eu vou à Senhora da Guia, em Vila do Conde, ali, com o cheirinho a maresia e a espuma do mar a beijar a areia, a invocação da sorte talvez seja mais eficaz! e que Deus, esse Juiz Supremo, seja isento, já nos basta!