rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

sábado, outubro 07, 2006

INÊS DE CASTRO, as lágrimas perduram...












No seu ninho de amor Inês cantava
Com seus filhos, tão puros relicários...
Mal sabia que o fim bem perto estava
Às mãos de três carrascos sanguinários!

O Estado tem razões, bem vis, cruéis,
Há monarcas tiranos, dementados,
Julgam-se Deus, mas são apenas reis
Mas no reino do amor... uns deserdados!...

Lágrimas de Inês brotam dessa fonte
Que jorrará sem fim, eternamente,
Mostrando ao mundo a força do Amor!

Inês foi mar, foi rio, foi ponte,
Foi vulcão, foi magma incandescente,
Lírio campestre, pura e excelsa flor!

Rouxinol de Bernardim

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home