rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

quarta-feira, outubro 30, 2013

Bárbara nas mãos de um... «bárbaro»...

http://www.sabado.pt/Multimedia/FOTOS/Social/Fotogaleria-(29).aspx



SONETO
A UMA DIVA...


Tanto fel, peixeirada sem ter jeito
Estalou o verniz, sem remissão;
Barbaridade assim eu não aceito
Crianças não merecem isto, não!


Ícones culturais são tão boçais
Sociais paradigmas de eleição
Evitai gritaria nos jornais
Lavai a roupa suja, com sabão,


Haja mais contenção, comedimento,
Verbal incontinência, visceral
Bonança há-de surgir... pós temporal...


Barbaridades não, é um tormento,
Haja paz!, acabai co'o sofrimento
Crianças não são reles arsenal...

J. Leite de Sá

30.10.2013