sexta-feira, janeiro 13, 2012

Portugal rumo ao sucesso!









«Querida, o mal de Portugal é que no seio da democracia está implantado o silicone da corrupção!»
















Em desespero de causa o ministro Álvaro Pereira interroga-se sobre as possibilidades de exportarmos o pastel de nata! VER AQUI... e sorrir!




Nós, que exportamos jogadores de futebol, treinadores que fazem sucesso em todo o mundo, por que não o pastel de nata?


A ideia está lançada, mãos à obra. Cada português saiba ser um digno embaixador desta referência nacional. Sócrates levava o Magalhães debaixo do braço e fez um sucesso enorme. Por que não pormos Cavaco a transportar pastéis de nata para o exterior? Será que tem medo ou vergonha que lhe chamem caixeiro viajante como sucedeu com Sócrates?


Vergonha é (devia ser...) de roubar, de desviar fundos, de gastar em futilidades os dinheiros públicos... Há que ser realista! Pasteis de nata já em todo o mundo, para prestigiar Portugal!


E a reboque dos pastéis de nata irão os vinhos tão deliciosos, as cortiças, os granitos, as cervejas, os fados, os livros, as guitarras....




Se não for assim, só nos resta continuar a vender uma coisa que temos em abundância e que teremos cada vez mais: a dívida!

4 comentários:

Era uma vez um Girassol disse...

Pois o senhor ministro está mal informado!!!!
Pastéis de nata estão espalhados pelo mundo! Não precisamos de os exportar...
Aqui em Macau, a minha filha tem uma fábrica de pastelaria onde produz pastéis de nata( por acaso com sucesso)que se chama NATA, mas não é a única a produzir os ditos cujos!!!!
São aqui famosos há muitos anos os pastéis de nata (egg tartes) do Lord Stow, que até tem agora uma loja no Venetian.
Um abraço

rouxinol de Bernardim disse...

Ainda bem que assim é... em Macau os pastéis de nata estão de boa saúde e recomendam-se!

Oxalá se espalhem urbi et orbi...

Cisfranco disse...

Rouxinol

Os seus posts e comentários são uma delícia. Melhores que os pastéis.
Parabens!

Anônimo disse...

Bom dia rouxinol de Bernardim.Eu gosto muito de seu bom humor, ironia e elegância em suas análise. Parabéns.