sexta-feira, dezembro 09, 2011

A VANGUARDA OU A SANGUESSUGA?!

Eduardo Lourenço, Prémio Pessoa 2011 um dos mais ilustres pensadores do Portugal moderno

Eduardo Lourenço, o conceituado ensaista, vem dizer que a dupla Merkel- Sarkozy que fazer um «golpe de Estado condicional». Talvez não seja destituída de razão esta visão. Eles assumem-se como vanguarda ou como sanguessuga? Querem ser locomotivas ou, pelo contrário, aproveitadores de uma especulação desenfreada?

O certo é que a sua postura chantagista e intimidatória, começa a tresandar a oportunismo. Que legitimidade têm para falar em nome de todos os membros? Quem lhes outorgou a qualidade de porta-voz da UE? Querem arrogar-se a ser o centro de uma centrifugadora que asfixia a periferia para reivindicar o quero-posso-e-mando a todo o custo?!
A democracia está em risco. O equilíbrio, a solidariedade__ nos bons e maus momentos__ está a ser posta em xeque.
Há de fato alguns pecadores que merem um castigo. Contudo, esse castigo não será excessivo? Em vez de uma penalização salutar não se estará a matar o prevaricador? A usura dos mercados , a especulação desenfreada, não podendo ser controlada, por não haver vontade política para isso, não irá degenerar no caos, no desagregamento paulatino?

MERKOZY _ esta entidade bicéfala e nascida do buraco negro em que se atolou a UE__ não irá ser a coveira do sonho europeu?
Agora diz-se que há «canibalização de estrelas», e não será que a estrela Merkel, numa próxima fase, irá candidatar-se a canibalizar a estrela Sarkozy? VER AQUI...

2 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Sempre lúcido, Eduardo Lourenço!

rouxinol de Bernardim disse...

Rosa dos Ventos:

Um homem clarividente e sem papas na língua.