rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

segunda-feira, novembro 14, 2016

Donald Trump, um novo satanás?!




Não acredito em diabos, que me desculpe o Papa João Paulo II,  nem em bruxas. Quanto aos santos e santas todos me merecem o devido respeito mas tenho muito pouca fé nalguns e nalgumas. Sofro de uma elevada dose de dúvida metódica.

Enfim, sou bastante cético no que concerne a "benzeduras" cujo efeito me parece de ordem psicológica. O diabo  talvez nem ligue a estas coisas porque povoa apenas o nosso imaginário. aí, existe mesmo e tem efeitos perniciosos.

Este introito serve para falar em Trump e nas manifs que se vão repetindo após a sua eleição para o cargo de Presidente da República dos Estados Unidos da América. Ele não é flor que se cheire, não. Mas diabolizá-lo também não me parece justo. Ele aproveitou o descontentamento contra alguns árabes e latinoamericanos que se portam mal e criaram ódios viscerais no tecido socioeconómico. Tal como Le Pen polarizou em torno de si e do seu projeto nacionalista, racista e xenófobo, o ódio visceral contra negros e árabes,  este cocktail começa a ter resultados eleitorais palpáveis. Apesar das sondagens, da comunicação social, quase toda contra ele, a população elegeu-o!!!
Esta população é culturalmente medíocre (a talho de foice digo que mais de um quarto da população americana desconhece que é a Terra que gira à volta do sol!!! Diz uma sondagem recente VER AQUI) e facilmente manobrável por caudilhos com tiques de  populista. E o populismo é o caldo de cultura dos aprendizes de caudilho...

O efeito placebo existe muito na religiosidade mais exacerbada e também na política! 

Já tenho dito isto muitas vezes e os meus amigos ficam escandalizados! Mas é a mais pura verdade. Trump, com as suas tiradas xenófobas e anti-negritude, qual terapia milagrosa capaz de curar todos os pecados e males da América, estilo panaceia universal,  provou aquela minha tese! 
Em França, mais tarde ou mais cedo, a xenofobia vai imperar e os nacionalismos vão acentuar.se! Ninguém o duvide. Portugal, mais tarde ou mais cedo, embora com certa demora (as modas, mesmo ideológicas, levam o seu tempo a chegar aqui...) vai ser sacudido por um vendaval nacionalista e xenófobo! Todos os caudilhos se aproveitam da credulidade e ingenuidade das populações... 

Ramos de Barros