rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

sábado, janeiro 19, 2013

Lance Armstrong e os outros?!


O mais impressionante nas declarações de Lance Armstrong à jornalista Oprah VER AQUI foi isto:
__ No pelotão da Volta a França eramos duzentos e penso que alguns não se dopavam!!!

Enfim, aquilo que toda a gente suspeitava e que só os ingénuos  não acreditavam, a droga anda por aí, e os controlos são ineficazes.

No futebol português o que disse Fernando Mendes (que jogou nos três grandes...) num livro polémico,  foi considerado uma blasfémia! O que já tinha dito Vítor Batista__ que afirmou sempre se ter drogado no Benfica e  só tardiamente foi apanhado nas malhas...__ é algo de preocupante.
Não é só a verdade desportiva que está em causa mas também a saúde de muitos seres humanos. O desporto está em causa não só como espetáculo, mas também como veículo promocional da saúde e do bem estar...A jusante do sistema aparecem as vítimas finais...
A sociedade está refém da droga. Ela continua a mandar a vários níveis: sabe-se que muitos barões são financiadores de campanhas eleitorais, de sociedades beneficentes, de muitas máfias ocultas.

O ciclismo, tão controlado, tão cheio de supervisões, mostra que é possível fazer batota, de forma sistemática, sem que  haja sancões.

Depois aparecem os aproveitadores: os políticos que ostentam nas campanhas eleitorais todo o exibicionismo só possível graças ao toque de Midas proporcionado pelos homens que, a montante, navegam no submundo. e apresentam-se como figuras impolutas, santificadas pela comunicação social, tantas vezes ela própria servil e serviçal aos homens desse submundo. Eles pagam jantares de campanhas eleitorais,  pagam outdoors, financiam o futebol, o ciclismo, e até surgem com uma filantropia calculista para ingles ver...

Enfim temos Al Capone, outra vez,  agora mais sofisticado, travestido de dirigente desportivo, de autarca, de mecenas disto e daquilo... E quantos andam por aí sendo condecorados até pelo poder político?!!!

 Comendador Capone, quem sabe, algures a seu lado, no restaurante,  na discoteca, no Palácio da Bolsa, no estádio do futebol, no camarote X ou Y...

2 Comments:

Blogger Rosa dos Ventos said...

Faz-se batota em todo o lado, caro amigo!
Uns com droga, outros com corrupção, cunhas e afins!

Abraço

4:35 AM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Nem mais...

11:01 PM  

Postar um comentário

<< Home