rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

sexta-feira, agosto 19, 2011

O Papa ataca «novos deuses»...

O Papa tem carradas de razão. Há novos deuses que são patológicos e já deram provas!
















Eles aí estão, agora unidos, mais que nunca, no esplendor do delírio, no auge do populismo, num supremo desiderato: desmantelar o Estado!!!




Menezes em tempos garantiu que o faria, mas não o deixaram cometer tal loucura. Encostaram-no às boxes para fazer uma cura... de repouso.




Como desmantelar essa criatura medonha que é preciso abater a qualquer preço?




Com despesismo galopante, clientelismo à outrance, capaz de engordar o exército de apaniguados até onde for possível.








O Papa, em Madrid, verbera os novos deuses . Terá razão o Papa? será que a infalibilidade é ainda um dom a ter em conta na sua douta sabedoria?




Tenho fé. Acredito que o Papa não fala por falar. Aqueles que querem abater o Estado__o alicerce mais nobre de toda a comunidade, o suporte da pátria, o garante das instituições__ serão capazes também de abater a Família, quiçá, o próprio Deus!




Cuidado com os novos deuses. Peritos em girândolas palavrosas , em usar os media como arma de arremesso, como trampolim, estes tigres de papel são perigosos. São narcisos. São capazes de desmantelar a economia, a educação, a saúde pública. E têm provas dadas!




Sabem mascarar-se, sabem utilizar métodos demagógicos, sabem vestir a pele de cordeiro, por cima da sua vera roupagem. São narcisos e camaleões! a sua ambivalência patológica é um perigo!




O país está moribundo. Despesas loucas, clientelismos e mais clientelismos para se manterem no poder a qualquer preço__ mesmo à custa da insanidade económico-financeira__ estas eminências pardas julgam-se sóis brilhantes, deuses no olimpo da comunicação social. Vozes melífluas, discursos com sabor a prozac, posturas doces e prometendo amanhãs que cantam, são, de facto o ADN da crise na vera acepção: despesismo, gastos sumptuários, admissões de pessoal para engordar o caudal de aduladores, deixam um rasto de tragédia com cheiro a futuro hipotecado...








O honesto, probo e racional contabilista da câmara do Porto, RR, já coça a testa e olha o futuro com preocupação. Tanto rigor, tanta preocupação com o equilíbrio, com o saneamento economicofinanceiro, e, de uma penada, este anti-sulistas, anti-elitistas, vem, com o camartelo do populismo infrene, destruír tudo, desmantelar o Estado... enfim, é o estado a que chegámos!








VALHA-NOS DEUS!!!





7 Comments:

Blogger Solange said...

saudade do teu canto rouxinol..

bjs.Sol

11:17 PM  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Solange:

A saudade é recíproca...

1:10 AM  
Blogger Maria Luisa Adães said...

Valha-nos Deus,

Mas com verdade o sinto e o digo!

Maria luísa

6:47 AM  
Blogger Maria Clarinda said...

E como a saudade vem...passei para te deixar um beijo.

8:29 PM  
Blogger tecas said...

Adorei conhecer o seu blog, Rouxinol de Bernardim. Sarcástico e certeiro.
Muito este cantar do rouxinol.
Saudações poéticas.

8:48 AM  
Blogger Manuel CD Figueiredo said...

Que rica vai esta nossa procissão!
E ainda faltam muitos anginhos...

6:54 AM  
Blogger Manuel CD Figueiredo said...

Corrijo "anginhos": queria escrever "anjinhos" e "anjolas".

6:57 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home