rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

domingo, dezembro 22, 2013

Carta Aberta para o Além...

Querida Tia Constança:

Espero que estajas bem aí no paraiso e possas ler esta minha carta. Farias 94 anos se estivesses entre nós,  estás ainda viva em espírito e temos a convicção profunda  de que as almas nunca morrem, apenas passam para outro patamar vivencial...

Nós, cristãos, somos assim. Talvez demasiado ingénuos, demasiado crédulos. Mas enfim, somos o que somos...

Lembras-te daquela vez que disseste que tinhas investido na Televisão da Igreja, na TVI?
Eu sorri, zombeteiro. Não acreditava que aquilo durasse muito tempo ou que  se mantivesse dentro de um espírito cristão ou espiritualmente elevado. Desconfiava, e vejo agora que  estava  cheio de razão. Melhor tivesses usado esse dinheiro para irmos todos comer a um bom restaurante.
E digo isto porquê?

Não sei se sabes, mas a TVI tem exorbitado nos excessos. Então este programa «Casa dos Segredos» é de uma ordinarice pegada, sem um resquício de dignidade, sem um vislumbre de elevação espiritual.  Pelo que ouço dizer (que não vejo...) o objetivo último daquilo é alienar....

A alienação mais sórdida, mais aberrante, mais cretina. Alhear as pessoas da realidade circundante onde impera a corrupção e a ganância mais ferozes. O país consciente e digno, bem se indigna, bem se manifesta contra este estado de coisas, contudo, os poderes instalados, sobretudo os mediáticos, querem nivelar por baixo, pelo infra-humano, os padrãos éticos e os princípios orientadores das novas gerações. Agora, aposta-se no «vale tudo», no «fartar vilanagem», no «quanto pior melhor...».

É triste, muito triste, saber que o teu dinheiro, que tanto custou a ganhar, fruto de tantos sacrifícios, foi usado para isto! E que a Igreja se serviu da tua credulidade para engendrar este monstro...

A TVI quando vem cá filmar as missas, eu recuso estar presente. Não quero aparecer  nos ecras desse canal televisivo. Depois das missas,  assiste-se a um excesso de vedetismo, que tem por objetivo dar protagonismos fáceis a sobas políticos, a  mecenas que usam os dinheiros públicos para certos eventos, aproveitando todas as oportunidades para tomarem banhos de multidão e banhos televisivos..

A TVI, a princípio ainda quis dar um ar de dignidade, contudo na vertigem das audiências, na ânsia de captar clientelas em todas as franjas,  vendeu a alma ao diabo. e agora é o que se vê...

Enfim, vem aí o Natal, Jesus está para nascer de novo, no sentido figurado, como é óbvio. Mas era bom que renascesse a sério, e que trouxesse o chicote regenerador..

Faz tanta falta...
Ai tia Constança, tu que está aí no paraiso pede-lhe para vir cá ver isto. Só nos falta mesmo um novo Jesus Cristo!!! 

J. Sá