rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

sábado, janeiro 26, 2013

Rio Ave sai do leito...

https://www.facebook.com/photo.php?v=10151169523441891

Cuidado com ele! Pode ganhar a Liga!!!

terça-feira, janeiro 22, 2013

Clonar homem de Neanderthal


George Church, cientista de Harvard propõe-se clonar um homem de Neanderthal só lhe faltando uma candidata a progenitora. Será que está aqui a solução para alguns problemas genéticos?
Será que se for  educado convenientemente e colocado a primeiro ministro  de Portugal, o nosso país possa saír do atoleiro em que alguns «génios» o colocaram? Quem quer ser mãe de aluguer?!
VER AQUI.http://noticias.terra.com.br/ciencia/cientista-quer-barriga-de-aluguel-para-clonar-homem-de-neandertal,425a036d6bc5c310VgnVCM5000009ccceb0aRCRD.html

segunda-feira, janeiro 21, 2013

Rui Moreira: fiel da balança?

A candidatura de Rui Moreira a presidente da câmara do Porto anuncia-se como  a maneira mais eficaz de travar o populismo exacerbado de Menezes, uma marioneta bem usada pelo JN, que o tem levado ao colo, com páginas e páginas de publicidade gratuita, tal qual fez com Ferreira torres, o edil do Marco, entretanto caído em desgraça... 

Menezes, o populista mais elitista do norte, quer chamar a si os tenentes do poder económico e financeiro pensando que com eles__ quais pastores de cajado plutocrático...__poderá conduzir o rebanho de crédulos ao seu porto...

O JN dá páginas e páginas ao bezerro de oiro, apaparicado pelos Midas do norte, convencido que o zé pagode vai no engodo...

Pizarro, ostracizado e até vilipendiado pela comunicação social, continua impávido e sereno não se deixando intimidar pelo vento mediático que sopra a favor do truão despesista e populista...

No centro do furacão surge Rui Moreira, sereno,  confiante, sem boutades excêntricas nem cães de guarda mediáticos e plutocráticos, podendo assumir-se como o fiel da balança, o líder de fato, face a duas correntes fortes mas não hegemónicas...

Oxalá Rui Moreira ponha um travão a este caudal populista que ameaça transbordar as margens do bom senso e inundar a praça pública causando danos incalculáveis...

sábado, janeiro 19, 2013

Lance Armstrong e os outros?!


O mais impressionante nas declarações de Lance Armstrong à jornalista Oprah VER AQUI foi isto:
__ No pelotão da Volta a França eramos duzentos e penso que alguns não se dopavam!!!

Enfim, aquilo que toda a gente suspeitava e que só os ingénuos  não acreditavam, a droga anda por aí, e os controlos são ineficazes.

No futebol português o que disse Fernando Mendes (que jogou nos três grandes...) num livro polémico,  foi considerado uma blasfémia! O que já tinha dito Vítor Batista__ que afirmou sempre se ter drogado no Benfica e  só tardiamente foi apanhado nas malhas...__ é algo de preocupante.
Não é só a verdade desportiva que está em causa mas também a saúde de muitos seres humanos. O desporto está em causa não só como espetáculo, mas também como veículo promocional da saúde e do bem estar...A jusante do sistema aparecem as vítimas finais...
A sociedade está refém da droga. Ela continua a mandar a vários níveis: sabe-se que muitos barões são financiadores de campanhas eleitorais, de sociedades beneficentes, de muitas máfias ocultas.

O ciclismo, tão controlado, tão cheio de supervisões, mostra que é possível fazer batota, de forma sistemática, sem que  haja sancões.

Depois aparecem os aproveitadores: os políticos que ostentam nas campanhas eleitorais todo o exibicionismo só possível graças ao toque de Midas proporcionado pelos homens que, a montante, navegam no submundo. e apresentam-se como figuras impolutas, santificadas pela comunicação social, tantas vezes ela própria servil e serviçal aos homens desse submundo. Eles pagam jantares de campanhas eleitorais,  pagam outdoors, financiam o futebol, o ciclismo, e até surgem com uma filantropia calculista para ingles ver...

Enfim temos Al Capone, outra vez,  agora mais sofisticado, travestido de dirigente desportivo, de autarca, de mecenas disto e daquilo... E quantos andam por aí sendo condecorados até pelo poder político?!!!

 Comendador Capone, quem sabe, algures a seu lado, no restaurante,  na discoteca, no Palácio da Bolsa, no estádio do futebol, no camarote X ou Y...

terça-feira, janeiro 15, 2013

PORTUGAL, cada vez mais penoso, rumo ao abismo...

Ainda não batemos no fundo, a caminhada é irreversível, os sintomas são preocupantes.
O Estado precisa de cortes, profundos, cirúrgicos, inadiáveis. Mas onde?!
É óbvio que em termos de sustentabilidade__ não contando com receitas extraordinárias...__ e estando as receitas abaixo das despesas só existe uma solução: ou aumentar mais as receitas, logo os impostos, ou diminuír os custos fixos do Estado, logo cortar nos custos fixos.
  A esta negra realidade não há como fugir. Todavia, há que apontar o dedo aos locais onde cortar. Os partidos da oposição (não só os desta, mas os da outra, antes desta maioria) foram demagógicos, populistas e nada pedagógicos. Há que cortar nas Forças Armadas, na Saúde, na Educação, na administração pública, em sentido lato. Se não for através de despedimentos, que o seja nas mordomias: frotas automóveis de autênticos marajás, cartões de crédito abusivos, regalias nos mais variados domínios.
 Se isto não bastar, os despedimentos são inevitáveis.
Tudo isto porquÊ?
O clima de festim permanente atacou tudo e todos. A ânsia de ganhar eleições a qualquer preço, fazendo inchar o aparelho de Estado  infestando-o de fieis, foi algo alarmante. A racionalidade económica deu lugar ao populismo, ao despesismo infrene,  enfim, no poder tivemos especialistas em ganhar eleições e não, como deveria ser, especialistas em bem administrar, em adequar os recursos disponíveis às reais necessidades.
Agora as purgas são inadiáveis. estamos no purgatório, pelos pecados cometidos por todos os partidos, sobretudo os do arco da governação, os que mais peso têm na comunicação social.
 Os veículos alienantes foram deixando fluir cortinas de fumo que faziam silenciar as negociatas, as vilanias, as torpezas__ mas excelentes negócios para alguns, que estão riquíssimos, vivendo prosperamente e guardando fabulosos pecúlios em autênticos paraísos__ e, pelo contrário, as vozes do bom senso e da censura sadia foram ostracizadas e vilipendiadas.

Procuram a todo o transe perpetuar-se no poder os malfeitores, os capitães do forrobodó, as marionetas de uma pseudoelite que na sombra controlava tudo. Não vale a pena apontar nomes. Todos os conhecemos pois o alarido que fazem na comunicação social é sintoma óbvio e deprimente.
A Europa do norte vive mais recatada, tem mais a noção da boa administração, não se deixa enredar pelas teias do populismo de pacotilha que campeia no sul.
 O futebol é o narcótico por excelência que continua a endeusar ídolos de pés de barro, a colocar falsários e tratantes em lugares de destaque; tres jornais desportivos  diários que se repetem diariamente, até à náusea, nada dizendo de concreto, só divagações, sonhos, tiradas patéticas, estatísticas atrás de estatísticas, que provocam  saturação! Mas com uma função óbvia: alienar, imbecilizar, remeter para a superficialidade o vácuo e a ilusão embriagantes. As massas ficam mais concentradas em ninharias, canalizando os seus ódios de estimação para os árbitros, os jornalistas, os dirigentes, olvidando a governação, os abusos do poder, as gestões danosas a todos os níveis.
  Um país a desfazer-se, a chama patriotica a estiolar-se pouco a pouco e os grandes responsáveis pelos roubos, pelas ocultações, pelas gestões ruinosas a adularem-se mutuamente. A impunidade essa é a marca indelével que se vislumbra nos principais obreiros da crise.
Asinus asinum  fricat__ grosso modo: o burro coça o burro...__ é o que vemos todos os dias na comunicação social. E há cada burro, mesmo na cátedra governamental, que já tresanda...
Enfim, este é um desabafo para memória futura. Para que os nossos netos não digam que o país se foi afundando, arruinando, e que ninguém ousou por cobro â criminosa tarefa... 

Patriotismos...

Diz-me lá espelho meu, haverá alguém mais patriota que eu?!
Ainda está para nascer alguém mais patriota que eu!!! Nem o senhor Silva!!!

sábado, janeiro 12, 2013

FIM DE REGIME?! REUMÁTICO ANDA POR AÍ, NOS DISCURSOS

Diz lá com os seus botões:
Nunca pensei ouvir tanto panegírico da boca de um cubano. «Carisma», patriotismo«, «prestígio», «verdadeiro líder», «homem de honra e de uma só palavra»!!! Eu chamo-lhes colonialistas, exploradores, mas eles são de um lambebotismo repugnante. Será masoquismo?!
SÓ VISTO!!!http://www.dnoticias.pt/actualidade/madeira/363456-jardim-agraciado-com-medalha-militar-da-cruz-de-sao-jorge

O país nem queria acreditar
Ouvir um general asseverar
Que a chama patriótica brilhava
No peito medalhado de Jardim;
Toda a gente de bem se interrogava
Se era a «chama» da FLAMA... ou coisa assim!!!


Quem elogia assim, tão servilmente,
Esta pátria não honra, certamente!
Quem nos anda a ameaçar com secessão
Patriota não é, não pode ser.
Quem hostiliza a Pátria, sem razão,
«Chantagista», é o que o povo anda a dizer!!!

quinta-feira, janeiro 10, 2013

A «receita» do FMI para estrangular os portugueses...

Rhttp://www.jornaldenegocios.pt/economia/funcoes_do_estado/detalhe/conheca_as_propostas_do_fmi_para_cortar_4_mil_milhoes_na_despesa.html

Devem estar tão a leste do paraíso que nem sequer falam na corrupção galopante que é o maior flagelo que ataca o nosso país.

Bastava legislar mais severamente nalguns domínios (empreitadas e fornecimentos, adjudicação de pareceres e estudos, aquisição de alegadas «obras de arte»...), tudo mudaria como da lnoite para a luz!

Assim, nunca mais vamos lá. O barco cheio de buracos a afundar-se  cada vez mais e não vêem, ou fingem não ver,  que é preciso tapar esses buracos, senão, o esforço coletivo é debalde!

terça-feira, janeiro 08, 2013

MESSI, mais uma vez o melhor...

Com grande pena nossa, que gostaríamos de ver o nosso Cristiano no pódio, Messi foi eleito o «Melhor do Mundo» em 2012.

Há que reconhecer mérito pela raça, pela humildade, pela disciplina, pelo comportamento exemplar de um atleta na sua plenitude.

Gostaria de ter visto também no pódio o colombiano Falcão, contudo, no Atlético de Madrid vai ser muito difícil atingir esse estauto. É que para além do mérito intrínseco há fatores colaterais que também contam. E muito...http://www.dn.pt/desporto/

domingo, janeiro 06, 2013

http://www.dn.pt/desporto/interior.aspx?content_id=2977668

O Sporting Clube de Portugal está metido numa teia de contornos cada vez mais preocupantes!

Qual será o fim de tudo isto?!

Em tempos de austeridade coletiva, o país a morrer de fome, o leão continua a viver acima das suas posses fruto de uma megalomania patológica!

Não há quem ponha mão nisto?!

quarta-feira, janeiro 02, 2013

Ao povo só lhe resta... ver governantes em festa!

Num clima de austeridade global em que os dirigentes máximos deveriam dar exemplos e promover até com a sua presença os nossos paraísos internos: Algarve, Troia, Espinho, Póvoa de Varzim, Albufeira, Funchal, Coimbra, Porto, Vila Nova de Gaia, Serra da Estrela, Vila do Conde, Porto Santo, Vila Nova de Milfontes... estes, contrariando o slogan que diz ser bom o que é nacional foram gastar divisas para a estranja...
Depois, querem que os indígenas dêem exemplos de patriotismo, de respeito pelos valores nacionais,  enfim, estamos entregues à mesma choldra que desde os tempos de Eça continua a viver à custa dos nossos impostos e dos nossos sacrifícias!