rouxinol de Bernardim

Um blogue plurifacetado procurando abordar questões de interesse sob perspectivas diversificadas. A independência sim, mas sempre subordinada a parâmetros de bom senso, de optimismo e de realismo.

Minha foto
Nome:

Penso, sonho, trabalho, amo... logo, existo!

domingo, agosto 30, 2009

a formiga e o elefante...




No púlpito do JN, o padre Rui Osório, dando vazão a uma obsessão notória e doentia, vem zurzindo no nosso Saramago de forma persistente e continuada. Tudo lhe servc de pretexto. Ambos têm posições de princípio dignas e respeitáveis. Ambos olham a religião pelo seu próprio olhar. Um, cultua-a, de forma reverente e apologética, como apóstolo-advogado de uma causa que lhe está na razão de existir e de viver. Poucas vezes o ouvi pôr o dedo nas feridas, que existem e existiram no já longo trajecto da Igreja. Pouco amigo da autocrítica, da introspecção séria e lúcida, prefere optar pelo marketing apologético, mais típico de um vendedor
do que de um homem de letras aberto ao mundo e a uma realidade chamada pluralismo...
Saramago zurze também, à sua maneira, naquilo que a Igreja tem de criticável: o apego a valores
e a praxis pouco consentâneas com aquilo que ele considera mais adequado aos novos ventos civilizacionais...
Tivemos uma Igreja medieval com uma Inquisição terrível, impregnada de ódios e de intolerâncias sem conta que, por vezes, ainda emerge, censória e castradora, procurando impôr códigos ultra-moralistas onde o cheiro a ranço fundamentalista é evidente, por mais adocicadas que sejam as palavras usadas...
Rui Osório é por vezes um sub-produto desse ranço ideológico. Problemas como a fé e a ciência, o ecumenismo e o sectarismo, são susceptíveis de profunda meditação. Ao longo da História da civilização a Igreja Católica impô-se pela força das armas, muitas vezes violando direitos humanos fundamentais, catalogando a ciência de demoníaca, estigmatizando os livre-pensadores de forma ultrajante e hedionda. quando não levando-os à fogueira pseudopurificadora...
Como católico praticante, mas com muitas dúvidas (talvez mais do que as de Madre Teresa de Calcutá), respeito os agnósticos da mesma forma que os crentes. São posturas dignas, se coerentes e fruto de um exercício pensante lógico e coerente.
Assim, apelo ao padre Rui Osório, um pouco de introspecção, um pouco de moderação nessa campanha persecutória pífia, eivada de intolerância e de preconceito, mais parecendo uma formiguinha tonta, dando ferroadas na orelha do elefante, julgando já o ter derrubado, quando, de facto, o elefante nem sente as alfinetadas ...

Marcadores:

sexta-feira, agosto 28, 2009

José Mourinho no "inferno"?!


A comunidade árabe, em Itália não gostou das suas afirmações sobre o Ramadão e reflexos no rendimento de um atleta...
O actual treinado do Inter de Milão, José Mourinho, corre sérios riscos de ser alvo de atentados em Itália. A comunidade árabe não gostou da sua crítica ao sub-rendimento de um atleta, alegadamente por causa de não se alimentar convenientemente durante o período do Ramadão.
Alegam os líderes dessa comunidade que a religião muçulmana, só por si, é um factor de exaltação e de eficácia. Comer ou não comer o suficiente é secundário. O importante é a fé...
Nós, portugueses, somos muito mais pragmáticos e saudáveis em relação à fé. Temos fé, mas relativizámo-la com facilidade e não nos deixamos escravizar por ela. A sabedoria popular já consagrou esta postura expedita: «Fia-te na Virgem e não corras, não!...»
Mutatis mutandis, os árabes deveriam adaptar este provérbio para :
«Fia-te em Alá e não comas, não!...»
Grande José Mourinho, não te deixes intimidar. Dá este exemplo bem português e vê se transformas a mentalidade rígida de alguns fundamentalistas... Tu, que és doutor honoris causa, mostra a tua especialidade...
Mudar mentalidades é fundamental para acabar com fundamentalismos estultos...

Marcadores:

quarta-feira, agosto 26, 2009

Antecipando o «Day After»...


Hoje no Público (ver aqui), o ex-líder do PSD manifesta o seu desacordo com a situação de alguns candidatos a contas com a justiça poderem candidatar-se de novo. Faz uma crítica subreptícia à actual líder, dizendo que não aceita que por oportunismos se abdiquem dos princípios. É uma bofetada de luva branca digna de um mestre na arte da política limpa...
Vale a pena ler e meditar. O Day After aproxima-se, a espada de Dâmocles abater-se-á sobre alguém. O pescoço da Dra Ferreira Leite aparece aos olhos de quase todos os observadores como o alvo dessa espada...
O próprio Soares Franco, a propósito do transporte de alta velocidade, não deixa de lançar gasolina para a fogueira que é, neste momento, a vários níveis, o partido social-democrata...
Quem é contra o investimento público e nada pode fazer sobre o incremento do investimento privado que moral tem para criticar o desemprego?
Sócrates, com todos os seus defeitos (que os tem, há que ser justo e realista) fica uns côvados acima da craveira periclitante da sua mais directa adversária. Doa a quem doer, tussa a vaca que tossir!...

Frases que fazem doer... e meditar!

«Este salário mínimo roça a irresponsabilidade

«Se fosse comigo talvez convidasse Valentim Loureiro e Isaltino Morais para encabeçar as listas do PSD...»

Isto, dito agora, num contexto pré-eleitoral, dá que meditar...

Por onde anda o bom senso, o equilíbrio, a seriedade, a ética?

Morais Sarmento regressa e... traz as luvas de boxe... o País precisa de ti, urgentemente!

No palco desta democracia só vemos... a mediocracia a imperar!...

sábado, agosto 22, 2009

Paranóia, disse ele...

O médico estava siderado com o doente. Bem ilustre por sinal, mas muito doente. Desempenhava um elevado cargo mas reagia muito mal a certos condicionalismos. Deixara de ter certezas absolutas (também excessivas) e dera em desconfiar de tudo e de todos...
__Imagine, senhor doutor__ dizia a ilustre criatura__ lá na Madeira, sentou-se na minha mesa sem ter sido convidado, se calhar ouviu todas aquelas pilhérias que eu disse sobre o Sócrates. E eu, a pensar que estava «em família»...

__Não se preocupe com essas minudências__replicou o psiquiatra.__O homem tinha um só objectivo, matar a fome. Nada mais. Não imagine coisas. Está com delírios persecutórios, meu caro, e, no elevado cargo que ocupa, pode ser muito mau para o país. Tenha moderação nos comentários públicos. Além do mais, ser vigiado, para quem tem a consciência tranquila, não deve ser motivo de preocupação. Eu, desde novo me habituei a ser vigiado e sei que o sou constantemente...

Será que o médico é ele próprio paranóico? Isto pensou o doente, lá com os seus botões. Por isso interrogou-o, curioso:

__O senhor anda a ser espiado há muito?__perguntou o doente ao médico.

__Desde que nasci até hoje!

O doente fez questão de se levantar. O médico era louco, de certeza, só assim podia fazer aquele comentário. Antes de se despedir quis tirar uma dúvida. Inquiriu-o assim:

__O senhor doutor anda a ser espiado por quem?
__Olhe, senhor professor__ gargalhou o médico com um sorriso largo__ nós, os católicos, sabemos que Deus nos vigia constantemente, por isso só praticamos o bem, sabemos que Ele nos observa e nos irá julgar. Faça como eu, admita sempre que está a ser espiado e nunca cometa erros ou faça comentários que poderão ser inconvenioentes. É bom para si e para todos nós!

Marcadores:

Marques Mendes, o que dirá?

Marques Mendes ganhou as últimas eleiçoes autárquicas para o PSD graças à sua postura intransigente contra Isaltino Morais, Valentim e outros autarcas notoriamente implicados em situaçoes pouco dignificantes.

Menezes veio à ribalta dizendo que se fosse ele, nao sancionaria tais autarcas, que fora uma autoflagelçao pura e simples!!!

Agora, vemos a hiperverdadeira Manuela Ferreira Leite admitir a hipótese de os ter apoiado se fosse com ela... Isto apesar de os tribunais terem já dito de sua justiça o que pensam sobre tais criaturas!

Manuela Ferreira Leite deixa-se aprisionar nas malhas do populismo decadentista e recebe aplausos encomiásticos de Menezes e de Jardim. Os seus futuros carrascos, nao duvido...

Admiro como é que Pacheco Pereira, sempre tao avesso a populismos canhestros, a chicoespertismos, se deixa enredar nesta teia e aceita ser paraquedista em Santarém, correndo sérios riscos morais e sendo até capaz de esbanjar o capital de prestígio grangeado ao longo de tantas tomadas de posiçao que o alçapremaram acima da mediania adentro da esfera cívica do PSD. Será que ele apoia o que foi feito em Lisboa? E em Leiria?

Estou divorciado de todos os partidos e acima da mediocracia reinante. Nao posso deixar de verberar o alarmismo presidencial (a propósito de alegadas escutas, sem qualquer fundamentaçao, caindo na tentaçao de tomar partido por uma das partes em confronto...).

Se Sócrates ganhar (o que parece cada vez mais verosímil, nao por si, mas pela estranha conjuntura que o vai alcandorar ao pódio) eu pergunto a mim próprio o que dirá Menezes, e Jardim, e, Marques Mendes?

Vou assistindo de camarote a todo este espectáculo que mais parece uma opera bufa, sem nível, sem moral, sem ética! Enfim, a ausencia de valores a imperar...

Marques Mendes, qual Alexandre Herculano em Vale de Lobos, vai assistindo em Fafe ao desenrolar dos próximos capítulos. Sorrindo, sorrindo, sorrindo...

O último a sorrir é o que sorrirá melhor!

quinta-feira, agosto 20, 2009

Papa partiu um braço!

O Papa apresentou-se com o braço direito engessado, perante os fiéis. Consta que caíu quando tomava banho e apoiou mal o pulso direito...

Por falar em gesso: sabem quem foi um polémico elemento das listas do PSD que, para se furtar a uma perícia da PJ __por alegada falsificação de documentos__ conseguiu fazer com que lhe engessagem também a mão direita?

O assunto é tão sigiloso que só uma minoria o sabe, lá nos mentideros da política alfacinha!

Ai a verdade, por onde andas tu?!

Marcadores: ,

CHICO MENDES




Num mundo infestado de pretensiosos Drs Motosserra, Chico Mendes é referência imorredoira a nível brasileiro e a nível planetário. Mártir da Amazónia, merece o aplauso universal!
Ao coração da selva deste a vida
Alcandorado ao trono ecologista;
Foste herói, legenda perseguida
Pela ganância e sanha terrorista.
Nenhum machado corta a tua fé
Nenhuma bala mata o teu exemplo
Ninguém apaga o símbolo que é
Um mártir-lenda, mártir que é um templo!
Da humanidade foste guardião
Ao Amazonas deste a vida inteira
A tua morte abriu uma clareira!
Nesta batalha mata-se um pulmão;
Simples arbusto eu sou na selva-Terra
Simples peão serei na triste guerra...

Marcadores:

quarta-feira, agosto 19, 2009

Racionalidade económica! a todos os níveis!

Talvez tenhas razão, rouxinol...


A racionalidade económica deve estar subjacente à praxis de todas as entidades que actuam na cena pública e até privada. A exigência de estudos compulsando custos e benefícios deve ser condição sine qua non antes de qualquer tomada de decisão.
Todavia, e há sempre um todavia que estraga tudo, há quem não pense assim. Há quem tudo faça para fomentar despesismo público redundando em benefícios privados, alguns escandalosos mesmo. Há quem procure tomar decisões favorecendo determinados agentes económicos, pois sabe que deles pode extraír benefícios (directos ou indirectos...) para a sua conduta futura.
Não lhes importa a democracia, a igualdade de oportunidades, o escrúpulo, preciso é contemplar certos agentes, que, depois, por gratidão, saberão financiar o partido, o decisor político, toda uma entourage multifacetada que está na génese da manutenção do poder. É essa malha que o império da corrupção tece para se manter no topo...
Esta actuação dá azo a derrapagens, despesismos ultra-sofisticados que dão uma imagem péssima da qualidade democrática. Não é preciso citar nomes. Vemos certas entidades sempre ganhando concursos (quantos deles viciados e sem se cumprirem o mínimo de formalidades para que a malha possa ser mais larga e a ausência de controlo seja um dado adquirido...) em detrimento de outras. Vemos os vencedores a dominarem a comunicação social e a inundarem de elogios hiperbólicos os «dadores», na firme convicção de que assim perpetuarão ad aeternum a praxis mutuamente vantajosa, mas perniciosa para o são regulamento das instituições. O pauperismo cívico e moral da maioria dos jornalistas afectos aos jornais e rádios locais é um atestado óbvio...São o ADN da falta de carácter que reina. Omitem factos gritantes a pretexto de não beliscar a imagem da «terra», podendo atentar contra a saúde pública, contra a racionalidade económica, contra o ecossistema...
Assistimos a abordagens críticas do PR, sobretudo em dias festivos (25 de Abril e dia da República), sem mais continuidade nem conducentes a nada de concreto. O pantanal continua imutável. A praxis irracional e despesista continua. O poder instalado agradece e recomenda tal postura. A oposição critica enquanto tal, mas se porventura subir ao poder faz o mesmo ou pior...
Não é preciso mudar a constituição, não é preciso lançar no inferno os partidos de esquerda mais interventivos (eles têm sido, muitas vezes, faróis de clarividência, nalguns domínios, honra lhes seja feita...), não é preciso ir à bruxa...
É preciso ir ao cerne dos problemas: a corrupção!

terça-feira, agosto 18, 2009

Uma vela ao vento!...

Grande tristeza me invade
Como um fardo deprimente
Morro também, de verdade,
Quando morre a nossa gente...



Derramava simpatia
Como o sol dava calor
À vida sempre sorria
Só trabalho e pundonor!


Aqui lhe presto o meu preito
Minha sincera homenagem
Homem íntegro, direito,
Da lisura a recta imagem...


In memoriam ao Dr Jeremias Sousa
ex-notário na Póvoa de Varzim

Marcadores:

segunda-feira, agosto 17, 2009

Não chores por mim, Santarém!

Eu não gosto de ver o papão! Ele já foi comunista e comia criancinhas!...



domingo, agosto 16, 2009

A «mama» cavaquista...



Ouviram falar na mama cavaquista (ver e saborear, aqui, só aqui!)? Sim, eles ouviram e meteram-se no comboio, dependurados onde deu mais jeito, para poderem saboreá-la... Este comboio pode ser tudo: banca, seguros, jornais, universidades, institutos públicos, enfim, a coisa é viciante... é um fartar vilanagem! O cavaquismo está cheio de penduras!... e de mamões!

Marcadores:

O génio alfacinha...

O que eu quero é ser feliz
E ter o poder na mão
Lisboa, amante infeliz
Precisa de um D. Juan...


Tenho na mão os artistas
E toda a gente de bem
Até padres... e sacristas
Todos me dizem Amén!


Lisboa precisa tanto
De um presidente como eu
Agora chora de pranto
O que lá está é ateu...


Gosto de Nosso Senhor
E rezo sempre ao deitar
De Deus serei um cantor
O povo em mim vai votar...


A verdade nua e crua
É que o Costa pouco fez
Anda a prometer a lua
Rei-sol de morena tez!...


A obrar me realizei
Fiz o túnel do Marquês
E prometo que obrarei
Muito mais do que este fez..

sábado, agosto 15, 2009

Moita Flores, o bom senso e a lucidez...


Moita Flores, o edil-mor de Santarém
No Pontal, além de Mendes Bota e de Aguiar Branco fez-se ouvir Moita Flores, um independente próximo do PSD que não se coibiu de dizer algumas verdades.
Essas verdades doem, mas são necessárias, tão urgentes como álcool desinfectante sobre uma ferida; o país vai sendo devorado pelo cancro da corrupção; todos os partidos, sejamos francos, uns mais do que outros, são vítimas dessa patologia.
Não se pode é rotular de corruptos bons (os nossos, os que nos são afectos, os que nos trouxeram benefícios no passado...) uns, e de corruptos maus, outros...
É de um maniqueismo estulto, é um modus faciendi infantil estar a proteger uns e a lançar farpas a outros. Há que dar uma imagem de seriedade, no mínimo credível e verosímil.
É de uma menoridade intelectual gritante, é de um afrontamento surrealista vir dizer-se que são assuntos privados, aquilo que nós sentimos e toda a gente de mediana inteligência nota serem afloramentos de uma corrupção latente.
Depois, num período em que seria inteligente e sensato congregar esforços, esbater sensibilidades, mobilizar sinergias a todos os níveis, caíu-se no sectarismo, numa lógica clientelar e corporativista que tresanda a nepotismo. Manuela Ferreira Leite autoflagelou-se, destruíu os resquícios de credibilidade que ainda lhe plasmavam a auréola, deu cabo do clima de confiança que começava a encorpar a sua candidatura. Enfim, foi um ar que lhe deu, o míldio da discórdia e da descrença mina a vinha social-democrata de forma irreversível.
A colheita será o reflexo dessa patologia que a própria líder instilou de forma canhestra na sua própria vinha. A zurrapa eleitoralista será o corolário lógico desta tragicomédia burlesca...

Marcadores:

Nepotismo








__O cherne era mau, mas o polvo é bem pior!
__Quem disser que eu sou polvo é louco! Prenderam-me os tentáculos!











Tentáculos, ventosas, são a imagem
Do polvo nepotismo, que campeia;
Mar de polvos, ninguém faz uma ideia,
Neste mar só impera a ladroagem.








Trocou de mar, voou, deu golpe de asa
Já não temos o cherne peixe-guia
Ficaram polvos, praga-epidemia
que a gente adora, sim!... mas só na brasa!

Burkini, Bikini, ou Zerokini?

Por que não o zerokini? Quando nascemos não trazemos burka, vimos nus! Depois começámos a criar preconceitos, submetemo-nos a ditaduras teocráticas sem pés nem cabeça. Será que Deus, seja Ele qual for, acha pecaminoso o trabalho por Si elaborado? Se fomos feitos à imagem e semelhança de Deus, por quê a vergonha? Eu e Sarkozy dorminos nus... só nos emburkamos no inverno, por causa do frio...
Carla Bruni adora o sol e não perde oportunidade para se despir de preconceitos...



Alá assim quer, que havemos de fazer?

Marcadores:

quarta-feira, agosto 12, 2009

Maya, a dama Erótika!

Tu rouxinol, ainda bem que sabes dar valor aos valores que fizeram desta pátria tão inspiradora de poetas e de pintores. Eu, não sendo uma antiguidade, sou uma espécie de vinho do Porto vintage, capaz de inebriar, seduzir, empolgar corações embotados por anos e anos de obscurantismo cultural!




Neste país varrido por uma onda de pedofilia vergonhosa, que enfastia o mundo inteiro, ainda há balzaqueanas que se dipõem a elevar bem alto o mastro da virilidade lusa. Há mil e um detractores, há maledicentes, há gente despeitada por ver florir ainda no jardim da líbido uma tulipa tão suculenta, tão charmosa, uma dama das camélias que exala um aroma tentador, uma musa esbelta e donairosa capaz de rivalizar com nereides sensaboronas....
A minha homenagem a esta pantera cheia de graça, a esta gata em telhado de ouro e prata, a esta garça com colo generoso a fazer lembrar aquele porto de abrigo a que aspiram os marinheiros autênticos...
Enfim, Camões se fosse vivo, não desdenharia em colocá-la na ilha dos amores, a sevir de tentação aos gloriosos marinheiros que protagonizaram a gesta lusa.
Com humildade e respeito, lhe tiro o meu humilde chapéu! Merece um ZIP!!!
Maravilhosa criatura
Maravilhoso coração
Cereja rubra e bem madura
Esplendorosa e segura
Uma agridoce tentação!
Balzaqueana p'la idade
Adolescente no sentir
Personaliza a liberdade
Dama fatal, pedra de jade,
Gata de raça... sempre a abrir!

Nota:Gostava de ter o sentido musical e a mestria de um Marco Paulo para tornar mais abrangente esta singela homenagem.
Será que esta mulher poderia ser usada como terapia para certa forma de homossexualidade?!
Quem sabe se ainda há-de viu um papa que, para erradicar a pedofila e afins se lembre dela?!

Os lambebotas...


Nós nunca ouvimos falar do «botas». Quem era?!


Cesse de Salazar o culto cego
Cesse da repressão o panegírico
Prefiro cultuar Deus, eu não nego,
O culto à liberdade também prego.
Chamar-me-ão de tudo, até lírico...
Mas prefiro o vigor viril, satírico,
A um lambebotismo sem perdão
Ao vil «Botas» de Santa Comba Dão!

Marcadores:

terça-feira, agosto 11, 2009

Carta aberta à Dra Ferreira Leite




Dra Manuela:
Como militante da democracia, sem qualquer ligação aos partidos, preocupa-me a penas o estado de saúde da própria democracia.
Pensei que V. Exa fosse uma injecção de moralidade, de cidadania, de coerência. Enganei-me, humildemente o confesso. Sócrates é mau, mas v. Exa, com o rasto que vai deixando, deixa vislumbrar a antecâmara da derrota iminente e o descalabro nas hostes sociais-democratas.
Sua credibilidade está, como diz a sabedoria popular, pior que o chapéu de um pobre!
Tem o apoio daqueles que a queriam ver apeada! Ou seja, V. Exa cedeu, fraquejou, caíu na tentação e mandou às malvas os princípios para se acomodar ao contexto que julgou mais cómodo. Os «casos» de Lisboa (inclusão nas listas de pessoas que NUNCA deveriam fazer parte delas...) e Leiria, sobretudo, são achas para uma interminável fogueira.
No day after, serão os que agora a aplaudem (Jardim e Menezes) os primeiros a pedirem a sua cabeça numa bandeja!
Valha-nos Deus e nossa Senhora do Amparo! A senhora vai saír pela porta pequena, sem pompa nem circunstância, enquanto que Sócrates, o mau da fita, aparecerá como o triunfador, o vitimizado, o «cristo crucificado»!
Não sou de meter a cabeça na areia, nem de esconder o que salta a olho nu, contudo...
Admito estar errado, enganar-me e estar a dramatizar. Oxalá esteja, e o país veja outro cenário...

Marcadores: ,

O poder da oração com fé!!!





.






















Finalmente... grávida!!!
A oração quando é convicta e imbuída de fé profunda é eficaz, mas é preciso haver fé autêntica, daquela que remove montanhas... veja-se a do ciclista João Cabreira na Senhora da Graça!!!
Importa que as pessoas tenham fé, de facto. A Igreja deveria até divulgar casos paradigmáticos. Vou relatar um em que se evidencia o poder inabalável da fé, como chave, diria mais: gazua.
Havia uma localidade onde se dizia que na igreja matriz, depois de rezados uns «pacotes» de orações, aquele arsenal capaz de fazer mexer com as estruturas celestiais, as mulheres ficavam grávidas!
Ganhou fama e proveito tal local. Os milagres eram citados aqui e ali. Se bem que algumas rezassem muitos terços e ladainhas, o certo é que, tarde ou cedo, o milagre acontecia!
D. Micaela, casada há longos anos com o seu extremoso marido, o Sr Evaristo, embora sempre o tentasse nunca conseguiu engravidar. Vai daí, recorreu aos préstimos da tal igreja onde se dizia que os milagres eram às dezenas...
Tão desejosa de ter um filho, lá foi, sem o marido saber, implorar a ajuda das forças sobrenaturais. Fê-lo, sobretudo, depois de ter ouvido uma jovem vizinha, a bela Antonieta, lhe ter dito que engravidara lá com um simples «padre nosso»!...
Chegada ao templo, quis satisfazer uma curiosidade. Perguntou ao primeiro padre que encontrou:
__Senhor abade, foi realmente verdade que uma senhora engravidou apenas com um simples padre nosso?
__Foi, foi um «padre nosso»__replicou ele com cara de caso...__ foi com o padre Borda, mas já foi transferido para outra paróquia...foi borda fora!

Marcadores:

segunda-feira, agosto 10, 2009

A Fé, esse doping irresistível!





















João Cabreira, vencedor da etapa da volta a Portugal concluída na Senhora da Graça
O Doping da fé!
Rumo à Senhora da Graça
Cabreira teve mais fé
Mais parece que esvoaça
Águia da Estela... ele é!
O Doping da fé é puro
E não há quem lhe resista
É legal, eu vo-lo juro
'inda não consta da lista!!!
Nota: Até ver ainda não consta. Mas pelo jeito que as coisas estão tomando...nunca fiando...

Raúl Solnado




__Daqui te aviso rouxinol, tens dito tantas do Jardim que ou me engano muito ou vais atrás de mim... vontade a muita gente não falta!!!
Quando rir era pecado
Era chatice, uma porra...
O povo tinha o Solnado
Então, ria à tripa forra!
Quando era crime o sarcasmo
Podia até dar prisão
No país gerava pasmo
Era rir... até mais não!
Artista na plenitude
Fazia rir toda a gente
O riso dava saúde
Numa nação tão doente...
Os tiranos nunca gostam
De quem diz verdades, rindo,
Na estulta censura apostam
No ridículo caindo.
Solnado foi, mas ficou,
O humor, qual monumento;
O país que tanto amou
Chorou o seu passamento.
Humildemente eu choro
A alma cubro com véu
A Deus eu até imploro
Que o deixe actuar... no céu.
Que faça rir anjos, santos,
A Virgem e o Senhor...
Já chega de tantos prantos
O riso é... libertador!!!

Marcadores:

domingo, agosto 09, 2009

Menezes o hiper-coerente!

Luís Filipe Menezes, um artista coerente e hiper-mediático! um tigre de papel!
Menezes acusou Marques Mendes de «auto-flagelação» quando quis purificar as hostes sociais-democratas expurgando Isaltino, Valentim e outros com igual cadastro...
Ele, Luís Filipe, era assim, todo mesuras para com essas criaturas. Agora, ao constatar que a Dra Ferreira Leite __num infeliz e inusitado ataque de incoerência__, convidou dois candidatos com processos graves nos domínios da administração local, vem a terreiro defender a líder, apoiando esta postura pouco ética! Ele, que ainda há pouco queria um congresso extraordinário para a derrubar! Será que vislumbra agora outra forma mais subtil para o seu derrube?
Ele é coerente, ela é que não! Jardim também o é! Ele sabe do que a casa gasta!
Estes dois paladinos do «sistema» (quem quiser identificar o ADN do «sistema» basta olhar para estas duas figuras do poder, com os seus tiques, os seus abusos de um mediatismo enfadonho e entediante...) sabem como se ganham eleições. Esta «democracia» foi feita à medida do seu perfil moral, ético e até folclórico!!! São ganhadores natos, por causa do modelo legislativo que enforma este regime...Numa democracia autêntica, se houvesse igualdade de oportunidades (até no acesso à comunicação social...), nunca ganhariam!

Marcadores: ,

sábado, agosto 08, 2009

ISALTINOCRACIA... é quem mais ordena!




Os regimes ficarão para a História com nomes diversos consoante as consequências provocadas no tecido social e na memória colectiva das gentes.

O regime de Abril, que se autointitulou «Revolução dos Cravos», foi ganhando foros de degenerescência, assumindo feição cada vez mais patológica. No poder local a permissividade instalou-se, o salve-se quem puder foi grassando impunemente, a política do facto consumado e da rejeição pura e simples das regras legais estabelecidas foi ganhando alforria. Quem quiser ganhar eleições deve violar os preceitos legais mais comezinhos, facilitar a vida a meia dúzia de agentes económicos que engordarão à custa desse desprezo legal e esperar que esses agentes possam engordar o partido e os agentes políticos que estão na génese dessa praxis aberrante e antidemocrática. A corrupção assentou arraiais e recomenda-se. Quem for corrupto cairá nas boas graças dos decisores económicos e poderá aspirar à eternização no lugar. Poderá contar sempre com a protecção do chamado «sistema»!...O que é o «sistema»?
RESPOSTA: O conjunto articulado de factores legais que enformam toda a estrutura administrativa e funcional, fomentando a impunidade e garantindo total êxito aos que exorbitam dos seus poderes para alimentarem uma corja de beneficiários que gravitam na órbita de decisores políticos mais preocupados em se perpetuarem no poder do que em servirem com equidade e respeito pelas regras democráticas, os cidadãos!


Vereadores, deputados, presidentes de câmara quanto mais corruptos mais facilmente ganharão eleições. A legislação é a causa mor de tudo isto. Ninguém quer punir a corrupção nem preveni-la. Criou-se um organismo pretensamente com a finalidade de «prevenir a corrupção» mas que nada mais é que uma figura decorativa para inglês ver!


Chega a conclusões, faz diagnósticos que toda a gente já fez, é uma espécie de senhor de La Palisse em formato institucional. Efeitos práticos na corrupção? Nenhuns!!!
Mais um organismo parasitário sugando dinheiros públicos e dando uma aparência de purificação sem resultados na prática...


Isaltino Morais foi condenado a sete anos de prisão efectiva!!! Vai concorrer de novo a presidnete da câmara pois o recurso da sentença lhe permitirá tal faculdade.


Que vai dizer em campanha? Que está a ser vítima de uma injustiça da justiça, que é vingança dos ressabiados, que é inveja dos adversários, que a justiça está contra a política, que é um mártir!...


O povo, vendo que ele pode concorrer, admite isso como uma ilibação e deixa-se condicionar pelo discurso de coitadinhismo!!!


Esta corruptocracia vai de mal a pior! Culpados? Todos os que na AR se têm mantido fiéis guardiões desta galinha de ovos de ouro (para alguns...) que teima em imperar e dar benesses à corruptocracia infrene que nos vai levar à degenerescência económica e financeira total.


Perspectivas de melhoria? Não creio. Este cadáver adiado chamado Portugal vai ficar nas mãos dos mesmos sanguessugas que o têm devorado até aqui!


Faz falta um democracia moderna, nova, de corpo e alma, que puna os prevaricadores e premeie os justos. Até lá... o plano inclinado rumo ao abismo... Não é Sócrates, nem Ferreira Leite, nem Cavaco, que vão mudar este estado de coisas...

Marcelo Rebelo de Sousa








Quer se queira quer não, o professor Marcelo Rebelo de Sousa continua a plasmar o seu comportamento por balizas morais e cívicas muito acima da mediania.

Para quem tiver dúvidas leia o seu blog no semanário SOL e medite nas suas sábias palavras!

Se Sá Carneiro fosse vivo talvez a Dra Manuela Ferreira Leite lhe chamasse um idiota útil, ou um romântico! Jardim, esse, diria que era um centralista, um aliado de Lisboa e capaz de apunhalar a autonomia jardinesca ao virar da esquina da História!... Enfim, com Sá Carneiro vivo, Jardim já teria ido dar uma volta ao bilhar grande!... Ninguém duvide!

Que o PSD não vai ganhar o país, é mais certo a partir de agora. Mas a Dra Ferreira Leite pode ter a certeza de que mesmo se rodeando de indefectíveis da seita (não do Nazareno, mas talvez do de Boliqueime...) não ganhará o partido se perder as eleições!... Afundar-se-ão todos, no pântano do curto-prazo!!!

sexta-feira, agosto 07, 2009

Que pouca vergonha, Dra Ferreira Leite!!!


E vem esta criatura, arvorada em Frei Tomás de saias, apelar à VERDADE, à rectidão, com que moral?!
Ela não é diferente do seu correligionário que arrota moralidade a rodos lá no Chão da Lagoa!!!
Farinha do mesmo saco, não haja dúvidas!
Manuel Monteiro, líder do partido da Nova Democracia, mostra que ainda mexe. O seu comentário no Público (clicar para ver) é de uma candente actualidade. Indivíduos que receberam subsídios de reinserção e mordomias várias voltam à ribalta e não devolvem essas chorudas compensações...O Zé Povinho olha estupefacto e esfrega os olhos incrédulo! É esta a dama de ferro? Ferro cheio de ferrugem moralística, está-se mesmo a ver...Coitadinha!!!
Que moralidade é esta? Que gente é esta que quer vender banha de cobra moralista e chafurda no lodaçal da promiscuidade?
Invocar a lei, tout court, não basta! Há coisas que só uma moralidade superior pode dar! Deu-a Sá Carneiro nalgumas opções tomadas no seu tempo. Ele não se servia do aparelho para se perpetuar no poder, mas usava o partido como instrumento para salvaguarda de uma coisa mais importante: a DEMOCRACIA!
Venha o sapateiro de Braga, já!!!

Marcadores:

Valete vence dama...




O Valete nunca perdeu perante a dama... da mala preta!
O homem da mala é rei
Tudo gira à sua volta
Corrupção à rédea solta
Já não há roque nem rei...
Homem da mala é quem manda
Todo o partido controla
A mala tudo comanda
Quem não tem mala... se amola!...
Quem mais ordena é a mala
Que dá o prestígio e a fama
Da Democracia... o drama!
Quem não tem mala... se cala!
Se a mala do Preto ... é branca
Foi alguém que a branqueou;
De facto... ela não pecou
É verdade nua e franca.
Racista eu não quero ser
Mas se o Preto lá ficar
O Valete vai ganhar
A Dama 'inda vai perder!...

quinta-feira, agosto 06, 2009

Portugal a Nau Catrineta!

Finalmente! Ela mostrou de que lado está! A VERDADE dela não difere da dele!!! Farinha do mesmo saco!!!


Estou totalmente solidário com a Dra Ferreira Leite! ela sim, sabe-a toda, e optou bem! Sem malas não se pode fazer política!... e eu que o diga!...







Diz ela:




A verdade?! é um conceito subjectivo, depende dos contextos; os melhores deputados são os que garantem o seu auto-financiamento...Depois, bem, depois se verá!...





As campanhas eleitorais dão azo a situações confrangedoras: quebram-se princípios, escolhem-se os mais capazes de capturarem fundos em detrimento dos melhores... Depois, bem depois virá a factura a pagar... sempre assim foi e continuará a ser... pobre democracia logo abortada à nascença, o pecado original começa na campanha eleitoral e na escolha dos candidatos...

A Dra Ferreira Leite quebrou várias coisas: princípios, valores, opções anunciadas com pompa e circunstância, esta é que é a VERDADE!

Por este naco de prosa carregado de lucidez e de oportunidade se vê o que a espera...

Para memória futura deixo este poema, que é a minha homenagem aos Paulos Morais do PSD e a todos aqueles que não vergam a coluna aos sponsors e por isso caem no olvido dos partidos...





A Dama da «Mala Preta»!....


Corrupção anda no cio
Instinto tapa-lhe o siso
Promessas fio a pavio
Dinheiro vivo é preciso!!!


A qualquer preço ganhar
Ganhar a bem ou a mal
A meta querem cortar
Da corrida eleitoral...



Aos homens da «mala preta»
É-lhes entregue o timão
Da nova Nau Catrineta
Rumo ao mar da corrupção!...


Promessas, bom isco são,
No presente, já se vê...
O garante da ração
No futuro, assim se crê!


Portugal, Nau Catrineta,
Já sem rumo, a navegar,
Nau que 'inda vai pró maneta
Se a corrupção não parar!!!

Marcadores:

quarta-feira, agosto 05, 2009

Todos somos um RIO...


O Rio Ave em Vila do Conde
A vida é rio d'esperança
Que corre lesto, veloz,
E, finalmente descansa
Quando atinge a morte, a foz!
E, no mar da eternidade,
A vida a desaguar
O infinito invade
Cada rio... é um mar!
Cada um de nós é rio
Cada qual com seu caudal
Andamos anos a fio
À espera... do mar final!
Rio homem ou mulher
Galga as margens da rotina
Temos um leito qualquer
Nosso leito... é nossa sina!

Marcadores:

Afinal, quem venceu o combate?!

Tânia e João no dia do seu enlace...


Deu-lhe o nó, depois sorriu
Foi um golpe bem certeiro
E o judoca lá caíu
Ganhou... a dama de Aveiro!

Lisboa-Gaivota-Bela




Lisboa-Gaivota-Bela

Que não pára de voar

Polícroma caravela

Que o Tejo teima em guardar.



Bela gaivota alfacinha

Ama o sol, toda ternura,

Nada no Tejo, nuzinha,

Amor sadio procura...



Lisboa-Gaivota-Nua

Se afoitando ao vento forte

Nas asas do amor flutua

Ao sabor do vento-sorte.



O prazer da liberdade

Ela aspira com paixão

Gaivota feita cidade

Lisboa no coração!



Gaivota que és Ary

Carlos do Carmo, Mariza;

Amália cantou pra ti

És Fado que se eterniza...



Gaivota-Lisboa-Linda

Beleza descomunal

Uma admiração infinda

Oh Beleza intemporal!

terça-feira, agosto 04, 2009

Partilha de maridos...

Ela sente-se feliz ao lado dos maridos: Ram e Shyam Singh. Eles são gémeos e também não apresentam razões de queixa...

Na Índia este caso tem sido mote para diversos comentários. A esposa, Madhubala de seu nome, não reclama de ter trabalho em duplicado, muito pelo contrário, sente-se satisfeita por ter dois
varões em casa. E se a moda péga?! Serão estes os «varões assinalados» de que falava o Épico?!

Por cá, algumas agarram-se ao «varão» com tanta obsessão possessiva...

Marcadores:

domingo, agosto 02, 2009

Quem será o dono do pretérito?




Garanto que o «pretérito» do post anterior não é meu!

Tenho a convicção profunda que o seu dono não é flor que se cheire... mas ostenta um elevado coeficiente de malcriadez e uma propensão marginal ao insulto assaz elevada.

Julgo, não tenho a certeza, que a tal criatura funciona como esponja quando se trata de absorver líquidos com elevado grau etilizante, advindo daí um loquacidade patológica, com laivos de incontinência verbal a roçar a mentecaptofilia aguda...

Será que acertei?!

Marcadores:

Adivinha lá de quem é este rabo?!


Ele quis desfilar no carnaval lá na terra dele assim! Mas os conselheiros não deixaram... era demais!
Contudo, a foto ficou para a posteridade!
Da loucura subproduto
Do poder uma excrescência
Político dissoluto
Da besteira... quintessência!
Narciso, sem ter razões...
Montanha que pariu rato
Padrinho de alguns barões
Que fazem gato-sapato...
Elefante cavalgou
Mostrando porte acrobático
Os palhaços eclipsou
Com brejeirices... de asnático...
Tem do poder a noção
Que é lapa à rocha colada
Dizem que Deus põe a mão
Quando vê a alma... encharcada!...
ENFIM... UM CHASSO!
Tem os fusíveis queimados
E encharcadas as velas
Óleos? Ultra-saturados
Cem mil... no «conta-pielas»!!!

Marcadores:

sábado, agosto 01, 2009

Sua Majestade e ... o soba!






__Senhor Presidente Cavaco, o que há de melhor aqui na Madeira?
__Vossa Majestade deve provar o vinho que é de facto uma maravilha. Mas não abuse, senão fica com a alma encarquilhada como a do soba local...
__Quem é o soba?!
__É aquele sujeito que chama «bando de loucos» aos próprios deputados que votaram no partido dele... ficou assim, não tem cura... há que lhe dar um desconto...
__Já sei! a esse não posso dizer: "Por que não te calas?", senão ele azeda!!!













Os pobres da Madeira e... os pobres de espírito!...

Marcadores: